Covid-19: DF está apto para a vacinação

O governo está tomando as medidas necessárias para que o processo de imunização com a vacina seja bem sucedida

Foto: Breno Esaki / Agência Saúde

Nos últimos dias tem saído várias notícias boas em relação a aprovação da vacina contra o coronavírus. Uma parcela da população já começou a tomar o remédio no Reino Unido, por exemplo. No Brasil as coisas estão se encaminhando lentamente, mas no primeiro semestre de 2021 o pedido mais requisitado para o Papai Noel chega no país.

Enquanto a bendita não chega, em Brasília, já estão adiantando o Planejamento Estratégico de vacinação contra a COVID-19. Na última terça-feira (8), após participar de reunião no Palácio do Planalto, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, se pronunciou e disse que o Distrito Federal está pronto para a vacinação da Covid-19.

O processo no DF

Okumoto tranquilizou a população quanto à capacidade de armazenamento das vacinas. “Todas as salas de vacinação têm câmaras de conservação. E todas elas são reguladas e fiscalizadas pela Vigilância Sanitária para que tenham condições de armazenar e imunizar nossa população”, afirmou o secretário. Além disso, ele revelou que o DF já tem em estoque dois milhões de seringas e agulhas de aplicação, e iniciou processo para a compra de mais 4,8 milhões de unidades do insumo.

A área técnica da Vigilância Epidemiológica tem participado das reuniões com a equipe do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, durante essa semana. A motivação desta colaboração é definir um padrão de todas as demandas cruciais para que a vacinação aconteça dentro dos protocolos de segurança requisitados.

Logística para a chegada da vacina 

Quem acha que o trabalho se resume a assegurar um estoque de seringas e agulhas suficientes para a vacinação contra a Covid-19 e as demais vacinas do calendário para o próximo ano está enganado. A parte logística para a imunização, do traslado até o a distribuição nos pontos de vacinação, também está sendo planejada pela Secretaria de Saúde.

“A partir dessas discussões com o Ministério da Saúde estamos estruturando toda a nossa campanha para a vacinação contra a Covid-19. O Distrito Federal está altamente preparado para esta campanha. Não faltarão insumos e todo o público-alvo definido terá acesso à vacina”, destaca Divino Valero, subsecretário de Vigilância à Saúde.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, comunicou que o Brasil receberá 100 milhões de doses da vacina no primeiro semestre de 2021, gradativamente. Vale reintegrar que as principais características das vacinas de combate a Covid-19 é a forma de armazenamento com temperaturas específicas.

“Nossos imunobiológicos hoje ficam armazenados na Rede Central de Frio, para atender de forma adequada a todas as vacinas do calendário para o Distrito Federal”. “Diante das tratativas com o Ministério da Saúde, estamos também trabalhando com todos os cenários possíveis, tanto para uma necessidade de adequação do espaço, de aquisições que se façam necessárias para melhor acomodação dos insumos, e todo e qualquer outro item que for pertinente para atender aos protocolos da vacina”, explanou Divino.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?