fbpx

Brasileiros na Global Black Youth Fest 2020

global
Gilvan Bueno, especialista em finanças falará, durante o evento, sobre a experiência dele como CEO na Financier Educação. Foto: divulgação

Será a segunda edição da iniciativa, que surgiu para fortalecer, conectar e dar visibilidades aos líderes negros de diversos países

A segunda edição da Global Black Youth Fest (GBY Fest) acontece neste mês de dezembro, nos dias 11 e 12. O evento será em formato digital e terá a participação brasileira. Gilvan Bueno, da Financier Educação; Monique Evelle, da Desabafo Social; e Bia Santos, da Barkus Educacional e Ítala Herta e Paulo Rogério, do Vale do Dendê.

A iniciativa surgiu no ano passado e tem como parceiro a Global Leaders of African Descent (GLAD). O evento busca conectar, fortalecer e dar visibilidade aos líderes negros de diversos países.

Luana Ozemela, brasileira, economista e CEO da Dima Consult destaca que a GBY Fest é uma das poucas iniciativas ao redor do mundo que efetivamente conecta pessoas que compartilham da mesma identidade e consciência em prol de melhores negócios, parcerias e projetos inovadores em diferentes setores. “Ela é cada vez mais reconhecida como uma rede de transformação”, explica.

A programação traz nomes de diversos países e terá debates sobre meio-ambiente, tecnologia, inovação, movimento social e direitos humanos. Para participar, basta se inscrever através do link: https://www.globalblackyouth.com/registration

Participação brasileira

Liderança feminina

Bia Santos, da Barkus Educacional (foto à esquerda) e Monique Evelle, da Desabafo Social, participarão de uma mesa redonda com o tema: Mulheres à frente. Uma oportunidade para debater a liderança feminina no universo empresarial. Além das brasileiras, Elizandra Barboza, da Cape Verde Global Business, integra a mesa, que terá a mediação de Raquel Loforte Carrillho, da Sonder Collective.

A CEO da Barkus Educacional, um negócio de impacto social que leva educação financeira para jovens e adolescentes, Bia Santos contou que “estou super animada e lisonjeada em participar do evento, principalmente porque ele evidencia toda a potencialidade do nosso povo, dos mais diversos lugares do mundo. É um olhar positivo e necessário para ressignificar a imagem do negro no mundo. Nós somos gigantes e fazemos coisas gigantes.”

A mesa está prevista para o dia 11 de dezembro, a partir das 12 da manhã, horário de Brasília.

Vamos falar de negócios?

Gilvan Bueno participará do evento dentro da Global Leaders of African Descent (GLAD) Demo Day, no dia 12 de dezembro, prevista para começar às 12h (horário de Brasília). O especialista em finanças é CEO da Financier Educação, holding de educação financeira que busca democratizar o acesso ao mercado financeiro e assim, reduzindo a desigualdade.

Durante a sua participação, Bueno irá apresentar o plano de expansão da holding e os quatro pilares de crescimento dela para investidores do cenário internacional. Ele ainda falará sobre o efeito de rede; a alta margem bruta do negócio; a forma de distribuição de conteúdo; e o tamanho do mercado que tem para explorar.

O especialista em finanças avalia o convite como o reconhecimento de que está trilhando o caminho certo com a Financier Educação, causando impacto e promovendo mais pessoas para o mercado financeiro. “Esse é um projeto que me deixa muito feliz. Um reconhecimento e uma chama de que foi acertado me dedicar à expansão do negócio porque mais e mais pessoas podem ter as vidas transformadas”, conta.

O GBYF é uma iniciativa importante para estimular e inspirar a formação de novas lideranças. Além de mostrar que as sociedades estão em constante transformação. “O mundo está passando por uma reconstrução nos valores e políticas de contratação, renda e igualdade. Isso é importante para essa nova liderança que está surgindo. É um estímulo para que mais jovens sejam estimulados a traçar novos passos e ter novas conquistas”, completa Bueno.

Inovação 

Ítala Herta e Paulo Rogério, representando o Vale do Dendê, participarão do debate: Criando espaços negros disruptivos. Além dos brasileiros, Anésio Manhiça e Sandra Manuel, os dois do Kaleidoscopio, projeto de Moçambique, conversarão sobre o tema.

A mesa acontecerá no dia 12 de dezembro, a partir das 13h, horário de Brasília.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?