fbpx

Vacina do Butantan tem taxa de eficácia de 50,38%

Butantan apresenta taxa de eficácia da vacina
Dimas Covas, diretor do Butantan, durante a coletiva desta quarta-feira. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Governo do Estado de São Paulo e Instituto Butantan apresentaram a taxa de eficácia global da vacina contra o coronavírus

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (12), o Instituto Butantan e o Governo do Estado de São Paulo anunciaram a taxa de eficácia global da vacina contra o coronavírus. O imunizante alcançou 50,38% no estudo clínico realizado no país, além disso, garantiu a proteção de 78% em casos leves e 100% em casos graves.

Os índices apresentados estão acima do patamar de 50% exigido pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“É uma excelente vacina esperando para ser usada em um país onde morrem, no momento, em torno de mil pessoas por dia. Esperamos que as autoridades entendam o momento e ajudar nossa população a receber as vacinas o mais rapidamente possível”, afirmou o Diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

“Os dados são extremamente importantes no impacto da saúde pública, impedindo que as pessoas adoeçam de forma grave e sobrecarreguem hospitais. É a possibilidade de impedirmos que as pessoas morram”, disse o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn. “Temos uma vacina que foi testada na vida real, no meio de uma pandemia e naqueles que eram mais expostos”, acrescentou.

O Butantan já dispõe de 10,8 milhões de doses da vacina em solo brasileiro e o instituto já tem a capacidade de produzir o imunizante no país. 

O início da vacinação depende da liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que divulgou, no início da tarde de hoje, uma nova atualização do andamento do processo do Butantan.

De acordo com a Anvisa, 16,4% dos documentos ainda estão em análise e 40,7% já foram concluídos.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?