fbpx

Senado e Câmara definem hoje novos presidentes

senado
Foto: Larissa Leite

No Senado, a eleição acontece às 14h e na Câmara, a partir das 19h

Dia intenso no Senado Federal e na Câmara Federal. As duas casas do legislativo realizam hoje a eleição das respectivas mesas diretoras. A votação no Senado está prevista para começar a partir das 14h, já na Câmara, será a partir das 19h.

Com a escolha dos presidentes e dos membros das mesas diretoras, na quarta-feira (3), às 16h, acontece uma sessão solene, conduzida pelas duas mesas diretoras, que marca o início dos trabalhos da 56ª Legislatura.

Senado Federal

Cinco nomes disputam a presidência do Senado e deverão ocupar o cargo pelos próximos dois anos. No entanto, outros senadores podem apresentar suas candidaturas ainda hoje.

Jorge Kajuru (Cidadania-GO)

O senador lançou a candidatura para “marcar posição” e prometeu realizar um protesto durante o pronunciamento previsto para hoje. 

“Quando terminar eu direi o seguinte: não sou candidato, vocês aí podem ter melhores qualidades do que eu, mas vocês não têm uma qualidade que eu tenho: chama-se coragem”, afirmou.

Kajuru disse que vai apoiar a candidatura de Simone Tebet.

Lasier Martins (Podemos-RS)

Atualmente, o parlamentar é o  2º vice-presidente do Senado e foi o último a entrar na disputa pela presidência.

“Coloco meu nome em fidelidade aos princípios do partido, o Podemos, contra as velhas práticas do toma lá, dá cá, que é o que está acontecendo com o candidato oficial, através da discriminação na oferta de emendas extras, o que equivale a dizer compra de votos. Além de imoral, tira a independência do Senado, que o subordina ao presidente da República.”

Major Olimpio (PSL-SP)

A candidatura de Major Olimpio também vem como um protesto, pois ele entende que Jair Bolsonaro se aproximou do PT, que também apoia o candidato do presidente da República, Rodrigo Pacheco.

“Vou disputar a eleição para presidente do Senado com a mesma sensação do time que entra em campo sabendo que o adversário tem vantagens (cargos e emendas) e tem o juiz como seu parceiro”, declarou em nota.

Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

O candidato de Jair Bolsonaro para a presidência do Senado. Pacheco lançou sua candidatura por meio de um manifesto em que se compromete a garantir liberdades, a democracia e a independência do Senado.

Nove partidos apoiam a candidatura do senador, DEM, PT, PP, PL, PSD, PSC, PDT, Pros e Republicanos.

Simone Tebet (MDB-MS)

A senadora diz que disputa o cargo de forma independente. A parlamentar começou a carreira política em 2002, foi deputada estadual, vice-governadora e secretária de Governo.  

“Nos momentos mais difíceis da nossa história, o Senado Federal e o Congresso Nacional acharam a saída dentro das instituições, dentro da democracia e do estado democrático de direito e agora não vai ser diferente”.

Câmara dos Deputados

Até então, oito nomes disputam a presidência da Câmara dos Deputados. Dois deputados são candidatos de blocos, mais dois de partidos e o restante, representam candidaturas avulsas. A briga pelo comando da casa deve ficar entre Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP).

Arthur Lira conta com o apoio do presidente Jair Bolsonaro e dos partidos: PP, PL, PSL, Pros, PSC, Republicanos, Avante, Patriota, PSD, PTB e Podemos.

Baleia Rossi é o candidato do então presidente Rodrigo Maia e tem o apoio dos partidos: MDB, PT, PSDB, DEM, PDT, Solidariedade, Cidadania, PV, PCdoB, Rede e PSB.

Luiza Erundina (Psol-SP), que concorreu a prefeitura de São Paulo com Guilherme Boulos, está no sexto mandato de deputada e é candidata pelo Psol.

Marcel Van Hattem (Novo-RS) está no primeiro mandato como deputado federal, é o nome do Novo para a eleição de hoje.

Os outros quatro nomes são Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Fábio Ramalho (MDB-MG) e General Peternelli (PSL-SP).

 

*Com informações da Agência Senado e da Agência Câmara

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?