fbpx

PL: City vence o Chelsea e Brighton pode ser o líder da rodada

Manchester City bateu o Chelsea com gol de Gabriel Jesus. A sexta rodada ainda teve algumas surpresas

city
Gabriel Jesus comemora o gol da vitória em Londres. Foto: Reprodução/Man City

Seis jogos realizados na temporada 2021/2022 da Premier League e três times estão com o mesmo número de pontos, mas não é só isso, nesta segunda-feira, o Brighton poderá encerrar a rodada na liderança da tabela. É ‘equilíbrio’ que chama?

No sábado pela manhã, o Manchester City foi até Londres para reviver a final da última UEFA Champions League, naquela oportunidade, o time de Guardiola foi derrotado pelo Chelsea, de Thomas Tuchel. Novo jogo, outro resultado.

Mesmo fora de casa, os Citizens estavam bem à vontade no Stamford Bridge e foram criando chances, até que, Gabriel Jesus aos 53 minutos, já no segundo tempo, marcou o gol que garantiu três pontos e a vitória sobre o rival. O brasileiro recebeu na área, fez o giro e chutou, o goleiro do Chelsea nem fez menção de saltar para defesa. 

Poucos minutos depois, aos 57, Grealish quase fez o segundo para o City. A pressão seguia e o Chelsea se segurava lá atrás. Aos 83 minutos, Grealish tentou marcar mas novamente não teve sucesso. Aos 89, os donos da casa tentaram com um lançamento para Kai Havertz, mas o goleiro Ederson, convocado pelo técnico Tite para a seleção brasileira, afastou o perigo da área. Fim de jogo, vitória para o City que passa o Chelsea na classificação do campeonato.

Brentford, a surpresa da temporada?

Eles subiram para a Premier League nesta temporada e começaram tirando pontos do Arsenal, tudo bem que os Gunners andam em uma fase meio delicada, instável, mas os novatos já chegaram mostrando o cartão de visitas. E no último sábado não foi diferente.

O Brentford enfrentou o Liverpool, cinco vezes campeão da UEFA Champions League, 18 vezes do campeonato inglês e um título de Premier League. Quem iria imaginar que o time de Klopp teria alguma dificuldade? Os torcedores do Brentford com certeza nunca duvidaram. Empurrando o time do início ao fim, eles viram o clube tomar 3 gols do lado vermelho, mas também fizeram 3.

Resultado final, Liverpool volta para Anfield com um ponto na mala e um resultado um tanto inesperado.

Um dia é da caça, outro dia…

Se na última partida da Premier League, o Manchester United garantiu a vitória após o pênalti defendido por De Gea, na rodada seis a história foi diferente. O time de Solskjaer foi bastante criticado durante a semana, após a derrota para o West Ham e desclassificação da Copa da Liga Inglesa, o fim de semana era uma oportunidade de fazer as pazes com a torcida.

Jogando em casa, no Old Trafford, contra o Aston Villa, o time não se encontrou. Chances criadas e nenhuma aproveitada. Cristiano Ronaldo, Paul Pogba e Bruno Fernandes não brilharam como esperado. Mason Greenwood até tentou ser o cara da partida, mas esqueceu que futebol é um esporte coletivo, e nem sempre dá para resolver tudo sozinho. Em um dos lances, Bruno Fernandes apareceu sozinho na área, mas o jovem inglês tentou finalizar e o goleiro adversário agradeceu.

No primeiro tempo, o United perdeu Luke Shaw por contusão e no segundo, foi a vez de Harry Maguire sentir e ser substituído. Ainda 0 a 0, o técnico fez a última substituição, e colocou Edinson Cavani, mas manteve CR7 em campo. A torcida até acreditou que alguma coisa iria acontecer. E aconteceu.

Em uma cobrança de escanteio saiu o gol do Aston Villa. Detalhe, quem subiu com o zagueiro do time rival foi Cavani, mas não foi suficiente. Minutos finais de jogo, e em um cruzamento na área em busca do uruguaio, acabou no braço do Hause, o autor do gol do Villa.  

Penâlti para o United. Stretford End, a arquibancada atrás do gol, tinha, como esperado, torcedores, de pé. Era o momento da verdade, quem bateria? Ronaldo? Bruno?

Bruno Fernandes tinha a bola do jogo nas mãos, se empatasse, o United seria líder momentâneo, isto porque o Liverpool entrou em campo depois, mas tem dia que não é dia. O craque isolou a bola e o United conheceu a primeira derrota da temporada.

E não faltou munição

No derby de Londres entre Arsenal e Tottenham a vitória ficou com os gunners. Uma relativa surpresa pela performance dos últimos jogos do time comandando por Mikel Arteta. Os Spurs levaram 3 gols em 22 minutos. No segundo tempo, Heung-min Son diminuiu para o Tottenham, que em seis jogos perdeu três.

Nesta segunda-feira (27), às 16h, o Brighton joga contra o Crystal Palace e se vencer, os Seagulls assumem a ponta do campeonato e abrem um ponto para o Liverpool.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?