fbpx

Governo federal negocia importação de vacinas da Índia

índia
Elcio Franco, secretário-Executivo do Ministério da Saúde, esteve com o embaixador da Índia para tratar sobre a compra das vacinas contra a covid-19. Foto: Tony Winston/MS/Fotos Públicas


Diferente do que foi divulgado ontem (4), o governo indiano não irá proibir a exportação de vacinas contra a covid-19 para atender à demanda local. A novidade foi confirmada pelo governo brasileiro, por meio dos Ministérios das Relações Exteriores e Ministério da Saúde, que negocia a compra dos imunizantes produzidos na Índia.

Assim, o acordo entre Fundação Oswaldo Cruz (Cruz) e o Instituto Serum se encontra em estágio avançado. As primeiras doses devem chegar em meados de janeiro.

Ontem (4), o secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, reuniu-se com o Embaixador da Índia em Brasília para tratar do tema. A Embaixada do Brasil em Nova Delhi, por sua vez, está em contato permanente com autoridades indianas para reforçar a importância do início da vacinação no Brasil.

No dia de hoje (5), o Instituto Serum da Índia, responsável pela fabricação da vacina Oxford-Astrazenca e a Bharat Biotech, que desenvolveu a Covaxin, divulgaram uma nota conjunta comunicando a intenção de garantir acesso mundial as vacinas contra a covid-19. Mr. Adar C. Poonawalla, CEO do Instituto Serum esclareceu, ainda, publicamente, que a exportação de vacinas produzidas na Índia é permitida para todos os países.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?