IFB desenvolve protetor acrílico para hospitais públicos

Protetor do IFB
Protetor Acrílico. Fotos: Divulgação IFB

A iniciativa consiste em uma caixa de acrílico e visa maior proteção para os profissionais da saúde

Pesquisadores produziram um protótipo de uma caixa protetora de acrílico para doar aos hospitais da rede pública. A produção da COVID-19 BOX tem a finalidade de proteger, por meio de isolamento, os profissionais de saúde em atendimento aos pacientes do novo coronavírus. A iniciativa é de professores do Instituto Federal de Brasília (IFB) e contou com orientações de profissionais dos hospitais da Secretaria de Saúde.

“Cuidar de quem está cuidando de cada um de nós na luta contra a pandemia foi a principal motivação. A nossa proposta inicial é produzir para o hospital referência para pacientes da Covid-19, mas vamos buscar ampliar a produção ao máximo, pois assim atenderemos outras unidades de saúde”, destaca o professor do Campus Samambaia do IFB, Frederico de Souza.

A produção da COVID 19 BOX tem o objetivo de diminuir a possibilidade de contágio dos profissionais de saúde. Como medida emergencial, o paciente é colocado dentro da caixa e os profissionais de saúde manipulam e examinam pelos círculos onde passam os braços. Já foram desenvolvidos dois protótipos diferentes para essas caixas, que são feitas em acrílico e têm as peças cortadas a laser. O tempo médio de produção de cada caixa é em torno de três horas. É possível fazer de três a cinco caixas por dia, dependendo do apoio de voluntários.

“Por ainda ser um protótipo, o uso é experimental, mas, de qualquer forma, já há conhecimento de uso em outros países desse tipo de caixa. Estamos trabalhando sob orientação e recomendação da equipe médica dos hospitais referências na cidade”, explica o professor Frederico de Souza.

Para ampliação da produção da COVID 19 BOX os professores buscam parcerias com empresas que trabalham com o material acrílico, tanto para a doação de insumos quanto na ajuda para a montagem dos equipamentos. A equipe de pesquisadores é composta por três professores, e espera fazer a doação do primeiro protótipo no início da próxima semana. O primeiro hospital escolhido para a entrega é o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência no tratamento da Covid-19.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?