GDF decreta estado de calamidade pública

O DF tem 100% dos seus leitos ocupados e alta nos casos de Covid-19

Nesta terça-feira (9), o Governo do Distrito Federal (GDF) decretou estado de calamidade pública em saúde enquanto durarem os efeitos da pandemia. O motivo da decisão foi o alto risco de superlotação de unidades hospitalares, principalmente de UTIs. Vale lembrar que a atitude foi tomada um dia após a taxa de ocupação de leitos no DF chegar a 100%.

Com o novo decreto em vigor, o governo não precisa cumprir metas de execução do orçamento e possibilita o emprego urgente de medidas de prevenção e controle. Contudo, o documento não detalha quais serão as tais medidas.

O GDF prometeu a criação de mais 119 leitos para a Covid-19 nesta semana. Entretanto, segundo a fala de Gustavo Rocha, o secretário da Casa Civil, na entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (8), “nada será suficiente” caso as taxas de infecção e reinfecção não baixarem.

A entrevista foi para anunciar o toque de recolher, que deve vigorar na região entre 22h e 5h da manhã, pelo menos até 22 de março. Porém, para diminuírem as taxas de infecção, a população também precisa contribuir. 

Com as restrições, todos que puderem, devem permanecer em casa, com exceção de deslocamentos de caráter excepcional para atender necessidades de saúde ou compra de medicamentos.

*Com informações de Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?