fbpx

Copa América: Brasil derrota a Venezuela na estreia

A Seleção Brasileira fez 3 a 0 na Venezuela no estádio Mané Garrincha, em Brasília, no último domingo. Com gols de Marquinhos, Neymar e Gabigol, os comandados de Tite começaram bem a busca pela décima Copa América

Copa América, Brasil, Seleção Brasileira, Neymar, Jesus, Miteiro
Gabriel Jesus, Neymar e Everton Ribeiro comemorando gol da Seleção Brasileira contra a Venezuela, pela Copa América – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Depois de tantas polêmicas, discussões, opiniões e até veredicto do STF, a Copa América começou. A partida de abertura do torneio aconteceu ontem, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A Seleção Brasileira iniciou a campanha em busca do bicampeonato, já que é a atual campeã da competição, fazendo 3 a 0 na Venezuela. Contudo, vale ressaltar que a adversária teve um surto de Covid-19 e 15 jogadores novos foram chamados para suprir a ausência dos infectados.

Foi um bom resultado e mais uma oportunidade para o técnico Tite testar os convocados e definir quem serão os 23 atletas que irão disputar a Copa do Mundo do Catar em 2022. Nesta partida, jogadores como Renan Lodi, Everton Ribeiro e Gabigol tiveram mais minutos para mostrar serviço ao treinador. Tite também aproveitou para fazer experimentos táticos durante a partida.

Primeiro tempo

O Brasil manteve o domínio da partida desde o começo, tomou o comando das ações ofensivas e não foi muito acionado na defesa. Após desperdiçar duas oportunidades com Richarlison, que atuou como um camisa nove, e outra com Militão, a Seleção conseguiu abrir o placar com uma jogada feita por dois jogadores do PSG. Aos 22 minutos, Neymar cobrou escanteio, a bola desviou no meio do caminho e sobrou para Marquinhos marcar, de canhota.Três minutos depois, o Brasil voltou a marcar com Richarlison, após cruzamento de Neymar, porém atacante do Everton estava em posição irregular e o gol foi invalidado corretamente pelo bandeira. Antes do fim da primeira etapa, a Seleção criou mais chances com a dupla Neymar e Richarlison, que não estava numa noite inspirada, mas não ampliaram o placar.

Segundo tempo

O time voltou diferente do intervalo. Tite colocou Everton Ribeiro no lugar de Lucas Paquetá e Alex Sandro na vaga de Renan Lodi, que tinha cartão amarelo. O ritmo do primeiro tempo foi mantido na segunda etapa e a Seleção seguiu no ataque. Já aos sete minutos, Gabriel Jesus fez grande jogada no lado direito e cruzou para Neymar dentro da pequena área. Entretanto, o craque não alcançou a bola e perdeu a chance de fazer o segundo gol. Aos 16, Danilo sofreu pênalti de Cumaná após dar um belo drible no defensor. Neymar cobrou com categoria e aumentou a vantagem brasileira. 

Após o segundo gol, Tite chamou Gabigol, o qual entrou no lugar de Richarlison, e a Seleção seguiu buscando ampliar o placar, principalmente com a nova dupla de ataque formada pelos dois meninos da Vila. Aos 37, Neymar recebeu na esquerda, arrancou e tabelou com Gabi, que deixou o camisa 10 em boa condição de marcar, mas chutou para fora. Seis minutos depois, a dupla voltou a ser acionada, mas dessa vez foi fatal. Neymar recebeu de Alex Sandro pela esquerda, driblou o goleiro Graterol e cruzou para Gabigol escorar de peito para fechar o jogo por 3 a 0.

Líder do Grupo B

Com o triunfo na estreia, o Brasil é o primeiro colocado no Grupo B aparece na ponta do Grupo B com três pontos, junto com a Colômbia que venceu o Equador por 1 a 0, no mesmo dia. enquanto a Venezuela está em último. A Seleção Brasileira volta a campo pela segunda rodada da Copa América na quinta-feira. O time irá encarar o Peru, no estádio Nilton Santos, às 21h.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?