Champions: City e Real Madrid vencem e saem com vantagem para a volta

Champions
Créditos: Bernadett Szabo

Com boa apresentação de Gabriel Jesus e Vini Jr., City e Real Madrid vencem sem tomar gols

O campeonato mais cobiçado pelos times de ponta da Europa voltou com tudo nas oitavas de final. Agora no mata-mata, a competição ganha novos ares de decisão. Cada erro pode ser fatal e fazer grande diferença no final dos 180 minutos – mais acréscimos. Com isso, cria-se bastante expectativa de que os craques brilhem nestes jogos decisivos e conduzam seus respectivos times a vitórias, proporcionando, dessa forma, um bom espetáculo para o público.

Borussia Mönchengladbach x Manchester City

Na última década, os ingleses investiram bastante na contratação de grandes jogadores e de técnicos consagrados. Por mais que tenham conseguido conquistar a Premier League, a menina dos olhos dos Citizens é Champions League. Contudo, nos últimos anos o time tem sido eliminado constantemente entre as oitavas e as quartas de final. Com isso, o favoritismo de ter atualmente o elenco mais caro do torneio vira um tabu a ser quebrado.

Ontem (24), o Manchester City visitou o Borussia Mönchengladbach, na Puskás Arena, na Hungria – em virtude das restrições dos alemães no combate a Covid-19 – e não só teve uma vitória tranquila como quebrou dois recordes. Pois, este foi o 19° triunfo seguido do time na temporada. Além disso, os comandados de Pep Guardiola se tornaram o time inglês com mais vitórias consecutivas fora de casa (12) em todas as competições.

O placar do jogo foi 2×0 com um gol em cada tempo. Os tentos foram marcados por Bernardo Silva e Gabriel Jesus, respectivamente. Para perder essa vaga, o City precisará ser derrotado na volta por dois gols de diferença a partir dos 3 a 1 (ou 2 a 0 seguido de prorrogação e pênaltis).

Atalanta x Real Madrid

O maior campeão da Champions League foi à Itália para enfrentar umas das surpresas da temporada passada: o Atalanta. Entretanto, o Real Madrid estava com um elenco bem alternativo. Isto porque Carvajal, Odriozola, Éder Militão, Sergio Ramos, Marcelo, Valverde, Hazard, Rodrygo e Benzema estão lesionados.

Em poucos minutos de jogo os madrilenhos ganharam uma bela vantagem. Aos 16, o zagueiro Freuler foi expulso após cometer falta dura em Mendy depois do lançamento de Vini Jr. Outro desfalque para os italianos foi a lesão do atacante Zapata. A partir disso, Gasperini optou por um jogo mais defensivo e contou com um ótimo dia do zagueiro Rafael Toloi para conter os ataques dos merengues.

Todos esses acontecimentos colaboraram para uma partida com poucos lances de efeito e chances criadas. Mas, aos 40 minutos do segundo tempo, quando tudo parecia corroborar para o empate, Mendy deu um belo chute de fora da área e abriu o placar. Depois disso, não deu para a Atalanta correr atrás do placar.

Sendo assim, o Real Madrid, que contará com a ausência de Casemiro na volta por ter tomado o terceiro amarelo, pode empatar com qualquer placar que estará classificado. Em contrapartida, a Atalanta precisa vencer por dois gols de diferença, ou por um, desde que marque duas ou mais vezes. Um novo 1 a 0 para o visitante leva a decisão para a prorrogação.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?