fbpx

Cerimônia abre os Jogos Paralímpicos de Tóquio 

cerimônia
Festa brasileira na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Foto: Miriam Jeske/CPB

Delegação brasileira terá a missão de se manter entre os dez no ranking de medalhas

Na manhã desta terça-feira, horário de Brasília, foi realizada a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Sem público, a festa aconteceu no Estádio Nacional do Japão e teve como tema “Nós temos asas”. 

A delegação brasileira teve como porta-bandeiras Petrúcio Ferreira, do atletismo, e Evelyn Oliveira, da bocha. Participaram do desfile a técnica da classe BC4 da bocha e staff da atleta Evelyn, Ana Carolina Alves, e o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Alberto Martins.

Após o desfile, em entrevista ao Sportv, Petrúcio Ferreira disse: “Neste momento, estou emocionado. Já chorei muito, mas foi um choro de alegria. Estar aqui, representando os atletas brasileiros, me deixa muito feliz. Gostaria que todos os outros atletas estivessem aqui, pulando e dançando, pois os brasileiros são os melhores do mundo. Obrigado, Brasil!”

Evelyn Oliveira comentou a sensação de estar na cerimônia de abertura e participar dos Jogos deste ano. “Estou muito feliz por estar aqui. É uma honra poder representar o esporte paralímpico e todos os atletas brasileiros. Muito obrigado, Brasil”.

Para esta edição, participarão 162 países, incluindo a equipe de Refugiados, e o Brasil, segundo o Comitê Paralímpico Brasileiro, tem a missão de seguir entre os dez melhores no ranking de medalhas.

Hoje à noite os brasileiros já começam a jornada por medalhas. A seleção brasileira de goaball enfrenta a Lituânia, às 21h, horário de Brasília. A natação começa nesta quarta-feira (25) e terá a participação do multimedalhista Daniel Dias, Carol Santiago e Phelipe Rodrigues.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?