fbpx

Brasil termina com a melhor participação da história em Jogos Paralímpicos

Paralímpicos
Foto: Takuma Matsushita/CPB.

Brasil superou a marca de 100 medalhas de ouro em Jogos Paralímpicos e ainda bateu o recorde de medalhas de ouro estabelecido em Londres 2012

Chegou ao fim a edição de Tóquio dos Jogos Paralímpicos e os atletas brasileiros fizeram história no Japão, realizando a melhor campanha brasileira em paralimpíadas. No geral, o time Brasil terminou em sétimo lugar e foram 22 medalhas de ouro, e assim, o recorde de 21 medalhas estabelecido em Londres 2012 foi batido.

O país ainda superou a marca de 100 medalhas de ouro em Jogos Paralímpicos e empatou com o resultado alcançado no Rio em 2016, quando também fechou a competição com 72 medalhas.

Durante os dias de competição, os para-atletas brasileiros bateram recordes no Japão. A natação teve o melhor desempenho verde-amarelo na história dos Jogos, foram 23 medalhas conquistadas, 8 de ouro, 5 de prata e 10 de bronze. O atletismo também foi um destaque importante, e por 28 vezes o Brasil esteve no pódio, foram 8 de ouro, 9 de prata e 11 de prata. 

“O Comitê Paralímpico Brasileiro celebra, além da maior campanha de todos os tempos, o atingimento de todas as metas, como de participação de mulheres, participação de atletas jovens, participação de atletas de classes baixas [atletas com as deficiências mais severas]. Aprendemos muitas lições que vamos colocá-las em prática nos três anos que restam até a próxima edição de Jogos Paralímpicos, em Paris 2024″, comentou Mizael Conrado, bicampeão paralímpico de futebol de 5, em Atenas 2004 e Pequim 2008, e presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

A delegação brasileira foi composta por 259 atletas, incluindo os guias, calheiros, goleiros e timoneiros, além de outros membros das comissões técnica, médica e administrativa. Ao total, fizeram parte da missão Brasil em Tóquio 435 pessoas. 

Despedida de Daniel Dias

Paralímpicos
Daniel Dias, o porta-bandeira na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Foto: Matsui Mikihito/CPB.

O maior medalhista em Jogos Paralímpicos, o nadador Daniel Dias, se despediu das piscinas nesta edição de Tóquio, e no sábado (4), foi eleito membro do Conselho de Atletas do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês). O multimedalhista foi um dos seis escolhidos para o grupo, que representará os competidores pelos próximos três anos até os Jogos de Paris em 2024.

Daniel Dias foi o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?