BrazilLAB abre inscrições para programa Força-Tarefa COVID-19

programa

BrazilLAB, primeiro hub GovTech do país, lança o programa de aceleração Força-Tarefa Covid-19. A iniciativa busca encontrar soluções que auxiliem o poder público a vencer os desafios causados pela pandemia do novo coronavírus. As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de julho pelo site (https://forcatarefacovid19.brazillab.org.br/)

Gratuito e totalmente online, o programa busca startups, pequenas e médias empresas que tenham soluções viáveis que possam ser implementadas em um das esferas de poder: municipal, estadual e federal. A Força-Tarefa propõe desafios em três áreas: educação, digitalização do poder público e inclusão produtiva. Serão 15 startups selecionadas, elas serão conhecidas no dia 7 de agosto.

“As tecnologias estão sendo utilizadas para combater os efeitos negativos da crise e as GovTechs podem ser as principais aliadas nesses esforço. Já vemos um movimento nas áreas de saúde, trabalho e assistência social, mas ainda podemos fazer mais”, comenta Letícia Piccolotto, fundadora e CEO do BrazilLAB.

Os desafios

Na área de educação, espera que os participantes consigam propor soluções relacionados ao desenvolvimento do ensino à distância, ou como seria a sala de aula após a pandemia. No desafio inclusão produtiva, espera-se propostas de melhoria ao microcrédito, fomento ao empreendedorismo (periférico e rural) e ferramentas para auxiliar na empregabilidade.

Finalmente, no desafio de digitalização do poder público, as empresas participantes podem propor soluções voltadas para o teletrabalho, digitalização dos serviços e o uso de novas tecnologias na gestão.

Haverá também um edital artístico para mostrar as mudanças provocadas pela pandemia no modo de viver e pensar.

“Esta é uma iniciativa inédita e acreditamos que as soluções selecionadas podem mudar o rumo da história e apoiar o país em um dos momentos mais difíceis que vivemos até aqui. Esse é um movimento apoiado por diversas organizações da sociedade civil que acreditam na potência e impacto da tecnologia para transformar o setor público. A crise trazida pelo coronavírus tem sido profunda e atinge diversas áreas da sociedade. Somente com inovação e disrupção tecnológica poderemos, juntos, enfrentar os desafios de hoje e aqueles que ainda devem surgir”, finaliza Piccolotto. 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?