fbpx

Lab Habitação abre inscrições para programa de aceleração

habitação

As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de setembro

Em busca de empreendedores de negócio de impacto no setor da habitação, o programa Lab Habitação: Aceleração de Negócios vem para a sua quarta edição. As inscrições podem ser feitas pelo site (www.artemisia.org.br/habitacao/lab/) até o dia 17 de setembro.

A edição 2021 vai selecionar até 20 negócios focados na temática de moradia para uma jornada de apoio totalmente on-line, gratuita e com duração de 12 semanas. Os participantes terão acesso a uma rede robusta de mentores e empreendedores do setor, além de conteúdos práticos para a identificação dos principais desafios, validação de hipóteses e para o planejamento para os próximos passos da empresa ou startup. Ao final do programa, os cinco negócios que se destacarem irão receber, cada, um capital-semente de R$ 30 mil e contarão com um processo intensivo e individualizado de aceleração por mais três meses. Entre outros benefícios, destaque para a oportunidade de se conectar com grandes empresas do setor (Gerdau, Vedacit, Tigre, Votorantim Cimentos e Leroy Merlin) e com organizações apoiadoras da iniciativa – Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), Vivenda e Habitat para a Humanidade Brasil. Os selecionados terão, também, apoio para a construção da Teoria de Mudança e acesso a métodos e ferramentas para a mensuração e a gestão do impacto do negócio.

Segundo Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia, o tema da habitação é urgente; a moradia deve ser vista como um elemento central na vida do ser humano para além do conceito do morar. A relação da casa com o entorno, a estreita associação com o desenvolvimento urbano e o acesso a políticas públicas – como saúde e educação – são somente três dos recortes passíveis de análises sobre essa correlação com o bem-estar das pessoas.

“Quando fazemos uma análise mais ampla, refletindo sobre os déficits habitacionais qualitativo e quantitativo no Brasil, enxergamos dois grandes desafios: como levar as cidades para as pessoas e as pessoas para as cidades, em uma perspectiva de cidade que propicia dignidade e mais qualidade de vida. Além disso, a crise na habitação no Brasil agravou-se com a disseminação da Covid-19, porque muitas pessoas não encontraram em seus próprios lares a proteção necessária para evitar o contágio. As habitações insalubres, pequenas e com ventilação comprometida tornaram-se fator de risco, assim como o entorno: falta saneamento básico, esgoto sanitário, água potável e coleta de lixo. São reduzidas, portanto, as condições dignas de moradia. Nossa missão com iniciativas como esta é alcançar, por meio da colaboração, um Brasil habitável para todos e todas”, afirma, detalhando a importância de fomentar uma nova geração de empreendedores focados em desenvolver produtos e serviços para o setor.

“Negócios de impacto social podem oferecer soluções que colaborem com os temas de habitação para a população em situação de vulnerabilidade social e econômica no Brasil. Com o Lab Habitação, buscamos empoderar as pessoas e as empresas interessadas em transformar o cotidiano da população brasileira”, afirma Marcos Faraco, vice-presidente da Gerdau.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?