15,5 milhões de doses da vacina da Pfizer devem chegar ao país até junho

pfizer
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara, Arthur Lira, e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pariticipam de coletiva após a reunião do Comitê da Covid-19. Foto: Fábio Rosrigues Pozzebom/Agência Brasil

Aprovada pela Anvisa, a vacina da Pfizer deve começar a chegar ainda neste mês

Após a segunda reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou a resultado da negociação com a Pfizer. O laboratório irá antecipar a entrega de doses da vacina contra a covid-19 e, de abril a junho, o Brasil deve receber 15,5 milhões de doses.

O imunizante da Pfizer foi a primeiro a receber o registro definitivo concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A taxa de eficácia global foi de 95% e, de acordo com a Anvisa, a vacina poderá ser aplicada em maiores de 16 anos. Por já ter a autorização, as doses, assim que chegarem, poderão ser incluídas no Plano Nacional de Imunização e distribuídas aos estados e ao Distrito Federal.

“Trago para os senhores uma boa notícia: a antecipação de doses da vacina da Pfizer, fruto de ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o principal executivo da Pfizer, que resulta em 15,5 milhões da Pfizer já no mês de abril, maio e junho”, afirmou o ministro depois do encontro do comitê da covid-19.

No pronunciamento feito após a reunião, foram anunciadas medidas para a compra de medicamentos e oxigênio e também, a proposta de criação de programas de geração de emprego e de apoio a crianças que perderam os pais para a covid-19.

 

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?