Vacinação contra o sarampo é prorrogada até o dia 31 de outubro

sarampo
Campanha de vacinação contra o sarampo começou no dia 16 de março, mas vacinou apenas 5,8% do público-alvo. Foto: Marcelo Camargo/Fotos Públicas

O alvo da campanha são os adultos de 20 a 49 anos e até o momento apenas, 5,8% do público-alvo foi vacinado

A campanha de vacinação contra o sarampo teve início em março deste ano, mas até o dia 17 de agosto, apenas 5,29 milhões de pessoas do grupo alvo, adultos de 20 a 49 anos foram vacinados. De acordo com o Ministério da Saúde, a meta era imunizar mais de 90 milhões de pessoas.

Assim, por estar muito abaixo do objetivo, a pasta decidiu pela ampliação da campanha, que agora está prevista para terminar no dia 31 de outubro. A vacina contra o sarampo está disponível em 43 mil postos de saúde de todo país.

O Ministério da Saúde reforça a importância da vacinação, mesmo em tempos de pandemia do coronavírus. Isto porque o sarampo é uma doença que pode ser transmitida com muita facilidade. Uma pessoa infectada pode passar o vírus para até 18 pessoas. A transmissão ocorre pelas vias áreas, como acontece com a covid-19.

Números do sarampo no Brasil

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, neste ano, até 25 de julho, foram confirmados 7.293 casos de sarampo em 21 estados, entre eles: Pará (4.713 casos – 64,6%); Rio de Janeiro (1.241 casos – 17%); São Paulo (721 casos – 9,9%); Paraná (305 casos – 4,2%); e Santa Catarina (111 casos – 1,5%).

O Brasil permanece com surto de sarampo nas cinco regiões, com 11 estados com circulação ativa do vírus. Os estados do Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina concentram o maior número de casos confirmados de sarampo, totalizando 7.091 (98,3%) casos. No momento, o país registra cinco óbitos por sarampo, sendo três no Pará, um no Rio de Janeiro e um em São Paulo. Os dados correspondem à Semana Epidemiológica (SE) de 1 a 30 de 2020 (até 25 de julho).

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?