fbpx

Paralímpiadas de Tóquio não terá público

paralímpiadas
As atletas do tênis de mesa já estão no Japão para o período de aclimatação para as Paralímpiadas. Foto: Taiana Lopes / CPB

O estado de emergência deverá ser estendido até 12 de setembro

Os organizadores dos Jogos Paralímpicos de Tóquio confirmaram nesta segunda-feira (16) que o evento esportivo deverá ser realizado sem a presença de público, como aconteceu durante as Olimpíadas no último mês. O governo ainda pode prorrogar o estado de emergência na capital e em outras cidades que sediarão os jogos.

As competições estão previstas para começar no dia 24 de agosto e o encerramento será no dia 5 de setembro. Mais de 4 mil atletas vão disputar as medalhas nas mais diversas modalidades, como basquete de cadeira de rodas, natação, tênis de mesa, atletismo e outras.

As autoridades locais estudam estender o lockdown em Tóquio e em outras regiões até o dia 12 de setembro. Mas, segundo os organizadores, algumas regiões poderão liberar o público para determinados eventos, contato que as normas de proteção contra a covid-19 sejam seguidas.

A presidente da Tóquio 2020, Seiko Hashimoto, pediu que as pessoas acompanhem as competições em casa e pediu desculpas para os torcedores que já haviam garantido os ingressos para o evento.

“Desculpamo-nos sinceramente a todos os portadores de ingressos que estavam esperando para acompanhar (a Paralimpíada) nos locais de competição, mas por favor entendam que foi inevitável implantar estas medidas para evitar a disseminação da infecção”, disse Hashimoto.

A delegação brasileira será composta por 260 atletas, este número inclui os atletas sem deficiência como guias, goleiros e timoneiros. Serão 164 homens e 96 mulheres. A meta, de acordo com o Comitê Paralímpico Brasileiro, é manter o país entre as dez principais potências nos Jogos Paralímpicos.

No Rio em 2016, a delegação brasileira faturou 72 medalhas (14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze) e terminou em oitavo no quadro de medalhas. 

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?