fbpx

Neymar se lesiona e ficará um mês fora de campo

Craque brasileiro, novamente, fica fora de combate para a disputa das oitavas da Champions

Momento em que Neymar sentiu a dor causada pela lesão no jogo contra o Caen – Foto: Stephane Mahe/Reuters

Nesta quinta-feira (11), o PSG confirmou em comunicado oficial uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda de Neymar. Com isso, o craque brasileiro ficará fora dos gramados por quatro semanas. Sendo assim, o Paris não poderá contar com seu camisa 10 na partida de ida das oitavas de final da Champions League, na próxima terça-feira (16), contra o Barcelona.

A lesão ocorreu ontem numa partida válida pela Copa da França, os parisienses enfrentaram o Caen e venceram por 1 a 0, gol de Moise Kean com assistência de Neymar. Pouco depois de contribuir para o time abrir o placar, aos 13 minutos do segundo tempo, o brasileiro deixou o campo. A contusão ocorreu após receber uma pancada do zagueiro Steeve Yago, do Caen, o jogador ainda tentou continuar no jogo, mas não conseguiu.

Fora a ausência já confirmada para a partida da Champions na semana que vem, também existe a possibilidade de Neymar ficar fora do jogo da volta, o qual está marcado para o dia 10 de março. Conseqüentemente, uma data muito próxima para o tempo de recuperação estabelecido.

Após a confirmação da lesão, Neymar desabafa sobre a terceira lesão às vésperas das oitavas de final da Uefa Champions League em seu perfil do Instagram. 

View this post on Instagram

A post shared by ene10ta Érre 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr)

Histórico de lesões nas oitavas

Não é de hoje que o brasileiro tem se lesionado próximo às oitavas de final da Champions. Já em sua primeira temporada no PSG (2017/18), Neymar lesionou o metatarso e não pode jogar o jogo de volta, naquela oportunidade contra o Real Madrid, em que os franceses foram eliminados. Em janeiro de 2019, novamente uma lesão no metatarso fez com que o atacante virasse desfalque nos dois jogos das oitavas da competição, quando os franceses perderam no placar geral para o Manchester United.

Agora, o problema surge justamente no ano seguinte ao melhor desempenho do PSG na história da Champions, com o vice-campeonato de 2019/20, liderado por Neymar. Vale ressaltar que o Paris tem investido em grandes contratações para poder montar um elenco capaz de vencer o torneio europeu desde 2013.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?