fbpx

Lewis Hamilton vence GP de Portugal

hamilton
Hamilton leva mais uma. Foto: Fórmula 1

A terceira etapa da temporada ficou com Lewis Hamilton

No sábado (1), Lewis Hamilton não foi o mais rápido do grid da Fórmula 1. Com o resultado do classificatório para o Grande Prêmio de Portugal, realizado no Autódromo Internacional do Algarve, ele teve que adiar mais uma quebra de recorde. Se tivesse conquistado a pole, essa seria a centésima da carreira. Contudo, o inglês ainda saiu da primeira fila no domingo, e terminou o dia no lugar mais alto do pódio.

“É claro que é uma sensação muito diferente quando você está lutando tão de perto com dois grandes pilotos. Então, sim, parece fantástico hoje. Estou muito grato e muito orgulhoso da equipe. Fizemos um ótimo pit stop e uma estratégia forte e todos mantiveram a cabeça baixa para tentar extrair mais e mais deste carro que temos. Portanto, um grande obrigado a todos”, celebrou Lewis Hamilton.

O holandês da Red Bull, Max Verstappen, e Valtteri Bottas completaram a prova em segundo e terceiro, respectivamente. Os fãs da categoria elegeram Sergio Perez como o piloto do dia. 

Hamilton tem 69 pontos e é o atual líder do campeonato de piloto. Verstappen aparece em segundo com 61 pontos. O terceiro lugar é do piloto da McLaren, Lando Norris, com 37 pontos.

“Como você pode ver, eu acho que será uma grande briga entre Mercedes e Red Bull e eu tenho a certeza que estaremos brigando até a última corrida”, disse Hamilton.

Já Verstappen reconheceu a pequena diferença que separa os dois pilotos, mas “eu queria que fosse mais perto! A temporada é longa e não podemos nos dar ao luxo de ter nenhum abandono ou de cometer erros bobos, então, nós temos que continuar fazendo o que estamos fazendo”. 

Mais uma vitória de Hamilton

A largada, como aconteceu nas duas últimas provas, teve bandeira amarela. Dessa vez, foi provocada por Kimi Raikkonen e acabou fora da pista e da prova. A relargada veio na sétima volta e Verstappen aproveitou para ultrapassar Hamilton. Quatro voltas mais tarde, o inglês dava o troco e, mesmo reclamando da condição dos pneus, ele conseguia ser um dos mais rápidos do grid.

Bottas também reclamou do F1 Mercedes, o piloto disse que estava perdendo velocidade de reta e os problemas não pararam o finlândes. 

Os pitstops começaram a acontecer na volta 22. Logo depois, na saída dos boxes, com pneus frios, Valteri Bottas foi ultrapassado por Max Verstappen. Sergio Perez chegou a liderar a prova, mas foi ultrapassado por Hamilton, que pelo rádio questionou porque o mexicano não teria recebido uma bandeira azul, e a equipe disse ao inglês: ele está na mesma volta.

Faltavam poucas voltas para o fim do GP de Portimão, e começou uma outra briga: pela melhor volta da corrida. Afinal, o piloto mais rápido ganha um ponto extra, que em um campeonato tão disputado pode ser decisivo.

Na volta 56, Sergio Perez era o dono da melhor volta. Até que a Mercedes chamou Valteri Bottas para os pits para colocar pneus novos e tentar ser o mais veloz. Hamilton chegou a perguntar se deveria fazer a mesma coisa, mas o inglês seguiu na pista.

Em segundo e com uma distância confortável para o terceiro, Verstappen resolveu arriscar. O holândes foi para os boxes, colocou pneus novos e, bom, na penúltima volta, ele até conseguiu o melhor tempo da prova com 1:19.849.

Com a volta, o piloto da Red Bull batia Bottas, que, anteriormente, tinha virado 1:19.865. Ponto extra para Verstappen? Nada. O holandês teve a volta excluída por sair dos limites da pista. 

Assim, o fim de semana foi de vitória de Hamilton, pódio para Verstappen e Bottas e ponto extra para a Mercedes, que lidera o campeonato de construtores com 101 pontos.

A próxima corrida será na Espanha já no próximo fim de semana.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?