fbpx

Instituto Besc é recebido por ministro Bento Albuquerque

Foto: Bruno Spada/MME

Na ocasião, Bento Albuquerque recebeu os relatórios e as revistas com artigos especializados dos seminários realizados pelo Instituto Besc (iBesc) em 2021

Os conselheiros do iBesc, acompanhados da presidente da instituição Jussara Ribeiro, foram recebidos na tarde dessa quinta-feira (10) pelo ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia. Durante o encontro foram apresentados os resultados do  Frotas & Fretes Verdes e do PAINEL 2021. Albuquerque foi o presidente de honra dessa edição do PAINEL.

A apresentação do relatório pelo professor da Universidade Federal Fluminense Aurélio Murta passou pelos principais tópicos de cada tema debatido nos seminários. Na ocasião, todos os conselheiros se apresentaram ao Ministro e aqueles que tinham assuntos específicos a serem tratados, na pasta, puderam encaminhar os interesses de suas organizações junto às demais autoridades que acompanhavam a reunião, o secretário adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Energético Marcello da Costa e o almirante José Bueno, chefe de Gabinete do Ministro.

Ministro destaca a relevância do iBesc ao dizer que “estamos na guerra, só não estamos fardados”

Bento Albuquerque . Foto: Raquel Paternostro

Durante a reunião, Albuquerque destacou a importância dos debates promovidos pelo iBesc. “Eu me senti muito honrado em presidir o PAINEL e em recebê-los aqui nesta sala, onde tomamos tantas decisões importantes. Vejo com bastante otimismo o futuro, são pessoas como vocês que fazem o país crescer”, declarou.

O ministro enfatizou que em 2021, o Brasil voltou a crescer apesar da pandemia. Em sua fala, ele informou ainda a previsão de investimento de R$ 700 bilhões no setor de energia, de acordo com Plano Decenal de Expansão de Energia 2031.  Ressaltou a importância do setor para o enfrentamento dos dois anos de pandemia e agora com a ofensiva militar na Ucrânia.

“O setor de minas e energia foi fundamental para que enfrentássemos a pandemia sem racionamento de energia e nem apagão, lembrando que além de toda a crise sanitária tivemos a maior crise hídrica dos últimos 91 anos, no meio da pandemia. Costumo dizer que o setor está sempre  no olho do furacão dos graves problemas. Também estamos na guerra, só não estamos fardados. Desde que assumi o ministério venho falando que o dia mais fácil foi ontem”, afirmou Bento.

Hugo Figueirêdo Junior, presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (ABEGÁS), destacou a dificuldade da crise geopolítica internacional para o setor, especialmente no preço.

Integração com o Agronegócio

Carlos Cidade, diretor de Relações Institucionais da JBS informou que a empresa vai inaugurar uma fábrica de biodiesel em Mafra-SC e uma fábrica de fertilizantes em Guaiçara-SP até abril deste ano, com investimentos bastante vultosos.

O almirante Bueno comemorou as boas notícias e destacou que esses investimentos vão ajudando a reduzir a nossa dependência externa por fertilizantes, tão fundamentais para a nossa economia.  Na ocasião, ele ainda elogiou a desenvoltura da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina na condução desse problema da importação de fertilizantes.

“Ela está fazendo um trabalho com maestria frente à questão dos fertilizantes, que é um dos grandes problemas trazidos pelo conflito da Rússia com a Ucrânia. Ela está agindo com rapidez para minimizar os dados que podem afetar não só o Brasil, mas o mundo inteiro, já que somos grandes produtores de alimentos”, enfatizou Bueno.

O Instituto Besc valoriza a importância do agronegócio para o desenvolvimento do País. “A ministra Tereza Cristina será a presidente de honra do PAINEL 2022. Na próxima semana, estaremos na cidade de Sinop-MT para realizar a 38ª. edição da ASPEN – Assembleia Permanente pela Eficiência Nacional, acerca da criação do FIAGRO”, destacou Jussara Ribeiro, presidente do iBesc.  O FIAGRO é o Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais.

Preço dos combustíveis

Rafael Luchini, gerente de Relações Institucionais e Governamentais do Grupo Ultra informou que, exatamente, naquele momento da reunião no MME, o Senado Federal havia acabado de aprovar o projeto que altera a regra de incidência de ICMS sobre os combustíveis, na tentativa de frear o aumento dos preços.

Julio Minelli, diretor superintendente da Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (Aprobio) argumentou que o governo perdeu uma oportunidade de controlar o preço dos combustíveis, quando reduziu de 13 para 10% o percentual de biodiesel no diesel.  O almirante Bueno explicou que o Ministério é sensível às demandas do setor produtivo, porém as decisões são tomadas de forma colegiada e democrática ou mesmo por decisões de governo, portanto não cabe exclusivamente ao MME tal decisão.

Números que impressionam 

Marcello da Costa apresentou alguns números do Plano que prevê a expansão do setor energético nos próximos 10 anos.

  • Etanol: previsão de expansão de 5 bilhões de litros, sendo o crescimento de 5% ao ano, totalizando 50% no período;
  • Investimentos no setor até 2031: mais de R$ 3 trilhões;
  • Investimento em biocombustível: R$ 60 bilhões;
  • Derivados de petróleo: R$ 31 bilhões

Marcelo Perrupato, ex-secretário nacional de Transportes, disse que essas informações são fundamentais, que o setor aguarda anualmente a divulgação dos dados pela Empresa de Pesquisa Energética para traçar o planejamento do setor de transportes.

Jesualdo Silva, diretor-presidente da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP) falou de algumas decisões que vêm sendo tomadas em nome da verticalização, do risco de se gerar o desinvestimento. Julio Nishida, assessor de diretoria na Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), colocou-se à disposição para articular uma agenda com a diretoria da ANP para tratarem dessa estratégia. Bárbara Câmara, gerente de Relações Institucionais e Governamentais da Ipiranga Produtos de Petróleo, disse que a empresa tem interesse em participar dessa agenda, a fim de colaborar na formulação dessas políticas públicas, que impactam diretamente os negócios.

Players de diversas entidades reunidos

Membros do Instituto Besc e representantes do MME após a reunião. Foto: Raquel Paternostro

Pelo iBesc, também estavam presentes na reunião Antonio Sobral, analista de Relações Institucionais da Vibra Energia; Cláudia Borges, diretora executiva da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP); Kleyferson  Araújo, gerente Nacional de Planejamento e Desempenho de Redes Governo da Caixa Econômica Federal; Mouana Fonseca, gerente de Relações Institucionais da Bracell Bahia Specialty Cellulose; Pedro Bifano, diretor-presidente da Companhia de Gás de Minas Gerais (GASMIG); Rogério Silva, gerente jurídico operacional e trabalhista na Ipiranga Produtos de Petróleo; Sheyla Oliveira, gerente de Relações Institucionais da Vibra Energia e Urubatan Tupinambá Filho, gerente substituto de Desenvolvimento de Empreendimentos da VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.

Acesse as publicações entregues ao ministro

Tanto o PAINEL (Pacto pela Infraestrutura Nacional e Eficiência Logística) quanto o Frotas & Fretes Verdes  são projetos que vão além dos seminários. O Instituto Besc produz dois registros, o relatório e uma revista, para cada um dos fóruns, que são usados para consulta e pesquisa por agentes públicos, de mercado e da academia.  Os relatórios são consolidados na Biblioteca Nacional e as revistas têm registro do ISBN, e contam com artigos e conteúdos técnicos, especializados. Acesse os links:

Sobre o Instituto Besc

O iBesc tem como propósito promover o estudo e o conhecimento de todos os núcleos do saber para uma vida sustentável no Planeta. Focado nos aspectos econômicos e humanos, o Instituto reúne dirigentes, especialistas de organizações privadas, públicas e não-governamentais, estudantes e estudiosos de problemas nacionais e continentais. Juntos, eles debatem temas que beneficiam e interessam os brasileiros, buscando a integração de todas as regiões do Brasil para o bem-estar e a prosperidade de sua população.

 

 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: