INSS adia novamente obrigatoriedade da prova de vida

Prova de Vida
Créditos: Arquivo/Agência Brasil

Medida acontece em meio a retomada no aumento dos números de contaminação da Covid-19

Dados os números atuais de transmissão da Covid-19, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou hoje (26) a  Portaria nº º 1.278 no Diário Oficial da União (DOU), que assegura aposentados e pensionistas, que não puderam fazer a prova de vida entre março de 2020 e abril de 2021, não terão os benefícios bloqueados.

A prova de vida precisa ser realizada anualmente para que não haja a suspensão do benefício. Porém, desde março do ano passado, os bloqueios foram interrompidos em razão da pandemia do novo coronavírus. Desde então, a obrigatoriedade vem sendo adiada sucessivas vezes.

Na terça-feira (23), o INSS disponibilizou um projeto piloto para que o procedimento pudesse ser feito de modo remoto pelo aparelho celular. De acordo com o presidente do INSS, Leandro Rolim, 5,3 milhões de beneficiários não fizeram a prova, essas pessoas precisam regularizar a situação imediatamente.

Pela portaria publicada nesta sexta (26), os bloqueios de benefício para quem não fez a prova de vida no ano passado voltarão a ocorrer a partir de maio, de forma escalonada.

A prorrogação vale para os beneficiários residentes no Brasil e no exterior. De acordo com a norma, a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre o INSS e a rede bancária que paga os benefícios permanecem e a comprovação da prova de vida deverá ser realizada normalmente pelos bancos.

Prova de Vida
Créditos: Reprodução/Instituto Nacional do Seguro Social

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?