Durante pandemia, alergias merecem cuidados

alergias respiratórias
Associação recomenda, aos primeiros sintomas, procurar um médico

Aos primeiros sintomas, a orientação é procurar um especialista para identificar o problema.

Com o tempo seco em todo o Centro Oeste, e há vários dias sem chover, Brasília e região entraram em estado de atenção devido à baixa umidade do ar, o que pode gerar problemas para a saúde de muitas pessoas. Espirros e coriza, sintomas comuns de alergias, passaram a preocupar pessoas alérgicas com a chegada da pandemia do novo coronavírus.

Muitos sintomas da asma, rinite, e da bronquite, que podem ser facilmente vinculadas a uma alergia, também podem indicar o risco de contágio pelo novo coronavírus e o desenvolvimento da covid-19. Aos primeiros sintomas, a orientação é procurar um especialista para identificar o problema.

Nesse contexto atípico de pandemia, cuidados com as alergias devem ser maiores. Esse é o alerta da Associação Brasileira de Alergias e Imunologia (Asbai), A médica e coordenadora da Comissão de Assuntos Comunitários da associação, Fátima Emerson, destaca que a coincidência dos sintomas de alergias, especialmente respiratórias, e da covid-19 requer atenção especial.

“A rinite, por exemplo, vem acompanhada de espirros, coriza e coceira no nariz. Já a asma pode ter como manifestação a falta de ar e o cansaço. Todos esses são sintomas apontados por médicos como indicativos da infecção pelo novo coronavírus.” Comenta a médica.

“A grande dificuldade é diferenciar se o paciente com asma está numa crise ou com a covid-19. O ponto de equilíbrio é que é o difícil. Por isso, a orientação médica é o ideal. O advento da telemedicina facilitou isso. As vezes, pela descrição dos sintomas podemos orientá-lo”, afirma a Drª Fátima.

Por isso, nesse período de estiagem, pessoas com alergias devem tomar alguns cuidados, priorizando a hidratação do corpo e a umidificação de ambientes, para evitar a desidratação e a incidência maior de complicações das doenças respiratórias.

E embora não seja possível ter uma casa 100% à prova de alergias, é fundamental higienizar tapetes, sofás, carpetes entre outros, de maneira periódica. Assim, a manutenção dos cômodos bem arejados aliados a limpeza diária ajuda controlar os agentes alergênicos.

Em todos os casos em que houver presença de alergia, a recomendação da Asbai é de que o tratamento seja feito de forma continuada, e não somente durante as crises.

 

 

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?