Da minha paixão um negócio, é possível?  [Contexto Livre]

Ideias inovadoras. Planejamento concluído. Investimento no lugar certo. Sucesso. Opa, sucesso? Ainda não. Nos negócios, e na vida em geral, nem sempre a primeira tentativa dá certo. É comum ver histórias de empreendedores e empresários que foram até muito criativos nos seus projetos, mas fracassaram antes de transformar um sonho em realidade, ou seja, monetizar uma paixão requer riscos, muita vontade e trabalho.

Se você está pensando em transformar um talento seu em um negócio, mas está com medo de fracassar, saiba que isso pode ser uma das etapas antes de alcançar o sucesso.

O primeiro passo antes de tomar essa decisão e entrar para esse desafio é avaliar o seu perfil de empreendedor. Um fator que as pessoas esquecem é que quando se transforma paixão em negócio, é necessário tempo e muita dedicação para o empreendedorismo. Além disso, para ter sucesso é preciso que ocorra uma mudança de comportamento. E reconhecer que o seu hobby agora poderá gerar dinheiro e que algumas áreas de atuação exigem mais do que paixão, pois se meu segmento exigiu que eu fizesse cursos e tivesse muito empenho para ser considerada uma profissional qualificada, assim você precisará fazer e se especializar.

É importante que você tenha em mente que precisará administrar um negócio e, com isso, será necessário entender sobre finanças e administração. Por isso, é fundamental que você tenha um perfil empreendedor. Só a paixão não é suficiente. Pergunte a si mesmo se você está disposto a trabalhar duro e muitas vezes abdicar de coisas ou desejos que, terá de adiar neste momento.

Outro ponto importante, para saber se é possível transformar paixão em um negócio, você vai precisar fazer uma bela pesquisa no setor em que pretende abri-lo, porque talvez tenha que abrir mão desse sonho e investir em outro que terá maiores chances de ter resultado. Também leve em consideração a crise atual pela qual o país vem passando.

Empreender significa sair da zona de conforto, não tem como. Você não pode fazer tudo sozinho e com o que você acha que tem de expertise “Muitos erros que cometi, foi justamente por achar que eu estava certa e não tinha a experiência para tomar a decisão correta naquele momento” Empreender significa cair de cara no incerto, naquilo que pode expandir os horizontes de uma mente bem habilitada. Sempre fui apaixonada por esse mundo, ele me contagia, me dá energias e forças para continuar a minha jornada e sempre quis isso desde criança.

E por ultimo pense em todas as maneiras que você tem na sua frente para investir em sua paixão. Divida conhecimentos com pessoas que já conquistaram o sucesso, escreva e-books. Faça boas parcerias e trabalhe muito as redes sociais, produzindo conteúdo de qualidade, que agregue e transforme a vida das pessoas. Há uma infinidade de possibilidades para monetizar seu SONHO. Você só precisa parar por um momento e pensar qual delas se encaixa com o seu desafio. Empreender principalmente em momentos de crise exige muito de quem opta por esse caminho e, para manter-se nele, é preciso muita paixão, determinação e persistência em um sonho muito maior. Do contrario esse será só mais um “plano” que não deu certo.

Sucesso a todos vocês.

 

Daiany Nasteoli  é Bacharel em Administração de Empresas com habilitação em Análise de Sistemas pelo Centro Universitário de Brasília (IESB) e Pós-graduada em banco de dados e inteligência de negócios pela mesma instituição. Empresária, dedica-se ao mundo do vinho, uma paixão antiga, já comandou lojas e importadora de vinhos. Em 2017, transformou uma das lojas no primeiro Bar a Vin da Capital Federal.

Contexto Livre é uma coluna rotativa, de assuntos diversos escrita por pessoas bacanas que tenham algo legal e inspirador pra compartilhar.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?