fbpx

Copom eleva a Selic para 5,25% ao ano

copom
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Copom deverá seguir aumentando a taxa básica de juros até o fim de 2021

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou o reajuste da taxa Selic de 4,25% para 5,25% ao ano. A decisão é uma medida do Banco Central para apertar os cintos da política monetária devido ao aumento da inflação de alimentos, combustível e energia no país.

O aumento dos juros básicos da economia já era esperado pelos analistas financeiros e o ajuste da Selic acontece pela quarta vez consecutiva. O Copom aumentou a taxa em 0,75 ponto percentual nas últimas três reuniões.

O comitê levou em consideração a evolução da variante Delta da Covid-19, pois pode trazer riscos à recuperação da economia global. O Copom ainda considera que há risco relevante de aumento da inflação nas economias centrais.

Em um comunicado, o Copom sinalizou que a evolução da variante Delta da Covid-19 pode trazer riscos à recuperação da economia global. O comitê ainda considera que há risco relevante de aumento da inflação nas economias centrais. E a decisão tomada visa assegurar a estabilidade de preços, proporcionar a suavização das flutuações econômicas e contribuir na questão do emprego no país.

“Neste momento, o cenário básico e o balanço de riscos do Copom indicam ser apropriado um ciclo de elevação da taxa de juros para patamar acima do neutro. Para a próxima reunião, o Comitê antevê outro ajuste da mesma magnitude. O Copom enfatiza que os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar o cumprimento da meta de inflação e dependerão da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação para o horizonte relevante da política monetária.”

A próxima reunião do Copom deverá acontecer nos dias 21 e 22 de setembro e a previsão seria de um novo aumento de 1 ponto percentual.

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?