Butantan solicita autorização da Anvisa para testes da ButanVac

butantan
Dimas Covas anuncia que aguarda a Anvisa para iniciar os testes clínicos da ButanVac. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Butantan está desenvolvendo, o que promete ser, a primeira vacina 100% nacional contra a covid-19

Mais uma boa notícia no enfrentamento da pandemia do coronavírus no país. Na manhã de hoje (23), o Instituto Butantan entrou com pedido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização dos testes clínicos da vacina Butanvac contra a covid-19.

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou a solicitação do Butantan durante a coletiva realizada hoje no Palácio dos Bandeirantes. “Lembrando que no mês de março, o Instituto Butantan já tinha encaminhado à Anvisa o dossiê do desenvolvimento clínico dessa vacina, e agora encaminha dossiê pedindo o inicio dos testes para aplicação em humanos”, disse.

Pelas redes sociais, o governador de SP confirmou o pedido do instituto: “o Butantan protocolou hoje na Anvisa os estudos para realização das Fases 1 e 2 de testes da Butanvac, a 1ª vacina contra Covid-19 que não vai depender de insumos de outros países. Confiamos na agilidade do processo de aprovação pela Anvisa”.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, estava presente na coletiva e contou que a fábrica do instituto já finalizou a produção da vacina da gripe e assim, os imunizantes contra a covid-19 já podem começar a ser produzidos. “Esperamos ter, até o mês de junho, julho no mais tardar, pelo menos 40 milhões de doses dessa vacina, que ficará aguardando o retorno do estudo clínico”, disse.

A duração prevista para o estudo é de 20 semanas, “mas que a partir da 16, nós poderemos ter já os resultados de análise primária e com isso, solicitar o uso emergencial”, disse Covas. Dada a urgência é esperado que a Anvisa consiga dar um retorno sobre o pedido o mais breve possível. O diretor acredita que a nova vacina poderá fazer “a diferença” para o segundo semestre de 2021 tanto no Brasil quanto em outros países.

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?