Butantan e Fiocruz fazem pedido de uso emergencial à Anvisa

uso emergencial
Foto: Breno Esaki / Agência Saúde


A autorização do uso emergencial poderá sair em até 10 dias

Na manhã desta sexta-feira (8), o Instituto Butantan encaminhou os documentos para a autorização de uso emergencial da vacina CoronaVac. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) colocou uma equipe técnica para analisar o pedido e o resultado deverá sair em até 10 dias.

Segundo a agência reguladora, as primeiras 24h serão utilizadas para checar os documentos encaminhados. Caso falte alguma informação, a Anvisa poderá solicitar informações adicionais. 

Ontem (7) à noite, o Ministério da Saúde assinou o acordo de compra com o Instituto Butantan. A confirmação do contrato foi anunciada pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Doria disse “de fato o Ministério da Saúde encaminhou agora às 19 horas o contrato assinado, eletronicamente, para a aquisição das doses da vacina no Butantan”. Deverão ser destinadas 100 milhões de doses ao governo federal.

Pedido da Fiocruz

Além do Butantan, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) também entrou com o pedido de uso emergencial no início da tarde de hoje (8). Para começar a campanha de vacinação, a fundação negocia a importação de 2 milhões de doses prontas da vacina produzida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório Astrazeneca. A compra será feita com o Instituto Serum, responsável pela fabricação das doses. 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?