3 dicas para tornar o home office mais agradável

A GoTo by LogMeIn realizou uma pesquisa recente e o resultado apontou que 53,78% dos entrevistados disseram estar preparados para o trabalho remoto em tempo integral. No entanto, sair do escritório e ir para a casa não é uma tarefa tão simples e que alguns hábitos comuns podem atrapalhar o rendimento.

Outro estudo feito pela Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19 apontou que 46% das empresas adotaram o modelo de home office ou teletrabalho. A Microsoft também está estudando esta mudança e segundo as pesquisas, o futuro do trabalho deverá ser híbrido, com equipes se revezando em casa e no escritório.

A partir da pesquisa, a GoTo by LogMeIn listou três erros comuns para ajudar as pessoas a superá-los e ter o rendimento esperado no trabalho realizado em casa.

Erro nº 1: Participar de reuniões – muitas e muitas reuniões

Quando as pessoas começam a trabalhar de casa, a tentação é criar a sensação de que estão no escritório. Na verdade, uma das principais preocupações das pessoas (37% dos entrevistados) é a falta de interação humana. Mas quando o pêndulo oscila muito para o outro lado e aparecem muitas reuniões, ele começa a consumir o tempo produtivo.

O que há no trabalho remoto que faz com que as pessoas queiram fazer mais reuniões do que o necessário? Isso não aconteceria no escritório e, por isso, o mesmo deve acontecer com o trabalho remoto. Embora as videoconferências de check-in com uma equipe remota sejam importantes, é ideal resistir à tentação de complicar demais o home office criando mais reuniões do que o necessário.

Erro nº 2: Fazer muito pouco para delinear o processo de trabalho remoto

Muitos imaginam que a terceirização do trabalho remoto significa que manter uma função sem intervenção. Mas lembre-se de que é muito importante orientar as equipes remotas, mesmo que não seja marcando reuniões com muita frequência.

Como identificar um meio-termo? Aqui estão algumas maneiras de delinear esse processo para que uma equipe possa consultar gestores sempre que ficarem confusos sobre suas responsabilidades enquanto trabalham de casa:

  • Contrate ou capacite sua equipe para serem self-starters e comunicadores fortes. Tudo começa com o processo de contratação e capacitação de equipes. O ideal é ser objetivo e selecionar membros para a equipe que sejam conhecedores de tecnologia e capazes de se comunicar como parte de uma equipe remota.
  • Crie uma política de trabalho remoto flexível. Por exemplo, certifique-se de delinear o tempo ideal para o autocuidado de todos os funcionários. Também é um dever compartilhar a política de trabalho remoto para que todos possam consultá-la quando ficarem confusos sobre suas responsabilidades.

Erro nº 3: tratar o home office como uma casa, em vez de um escritório

Quando você está em casa, é tentador relaxar. É permitido usar calças de moletom. É permitido dar um pulo na cozinha para um lanche rápido. É permitido fazer pausas quando necessário.

Trabalhar em casa pode ser ainda mais perturbador do que em um escritório, mesmo para os que estão acostumados a um ambiente de escritório onde colegas de trabalho aparecem constantemente. Do ponto de vista do empregador, é preciso estabelecer maneiras positivas para que os colaboradores reduzam suas distrações. Do ponto de vista do colaborador, o ideal é tentar criar um espaço adequado para o escritório, separado do resto da sua casa e, se possível, trabalhar apenas nesse mesmo espaço. Isso ajuda a criar um limite entre o tempo pessoal e o tempo de trabalho, reforçando um ambiente sem distrações.

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?