Pesquisa da Microsoft aponta que escritórios físicos não devem desaparecer

microsoft

A pandemia do novo coronavírus abriu a porta do home office para muitos profissionais. Para entender como será o futuro, a Microsoft vem realizando estudos sobre as tendências de trabalho. O último relatório indica que no futuro os dois modelos devem coexistir: escritórios físicos funcionando e colaboradores atuando também de forma remota.

A pesquisa entrevistou 2.000 pessoas em seis país: China, México, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e Itália. O resultado indica que 82% dos gestores esperam ter políticas de trabalho remoto mais flexíveis no cenário pós-pandemia. Enquanto isso, 71% dos funcionários e gestores relataram o desejo de continuar trabalhando em casa, pelo menos parcialmente.

A maioria dos entrevistados indicou que a falta de infraestrutura em casa é um grande obstáculo. A pesquisa identificou que 54% dos pais entrevistados disseram que não tem sido fácil equilibrar as demandas da família e do trabalho. 

Equilibrar a vida pessoal e o trabalho no home office vem mudando a forma com que as pessoas se relacionam. O resultado é um aumento da empatia entre colegas de trabalho. Na China (91%) e no México (65%) foram os locais em que os entrevistados se sentiram mais empáticos.

Muitas reuniões remotas estão colocando todos os colaboradores na mesma sala, o que não acontecia anteriormente. Essa mudança trouxe um impacto positivo, 52% dos pesquisados dizem que se sentem mais valorizados.

“A pesquisa nos ajudou a perceber que distrações, problemas de conexão e falta de ambientes adequados para o trabalho dentro de casa são os principais fatores negativos associados ao home office. Os benefícios trazidos pelo escritório, como boa conexão, espaços de trabalho ergonômicos, integração e convivência com as equipes e demais colegas, ainda continuam sendo valorizados pelos profissionais, indicando um modelo híbrido – presencial e remoto – no futuro do trabalho” comenta Mariana Hatsumura, diretora de ambiente de trabalho moderno da Microsoft.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?