Dicas para aumentar a produtividade no home office

Para quem está trabalhando em casa, sabe bem o desafio de manter a produtividade em alta. A neurociência é um conhecimento que aparece como uma aliada neste momento em que muitos brasileiros se encontram em teletrabalho.

Renner Silva, estudioso da área, engenheiro e professor da PUC Minas Gerais na disciplina Ciência da Felicidade e Bem-Estar, afirma que: “quem determina o que seus colaboradores farão ou não, produzir ou não, é a mente de cada um deles, e ela tem gatilhos inconscientes, interpretações próprias adquiridas ao longo da vida”, Renner ainda destaca que “esse é um dos fatores que podem – e possivelmente vão – atrapalhar a produtividade se as informações certas não forem enviadas ao cérebro.”

Veja sete neuro-dicas de Renner Silva para aumentar a produtividade no home office:

Mantenha a rotina

Acordar e iniciar o expediente nos mesmos horários do escritório ajuda o cérebro a “entender” o trabalho em casa. Ao longo da sua vida profissional, sua mente entendeu a sua rotina e sabe os horários em que tudo acontece. Não provocar mudanças fará com que ele continue entendendo que é hora de trabalhar.

Escolha um único espaço da casa para trabalhar

A tendência é que sua mente tente entender “o que está acontecendo?”, “por que estamos em casa?”, “o fim de semana não acabou?”, “é feriado?” Todos os seus sentidos naturalmente enviarão estímulos visuais, olfativos, auditivos etc., que farão sua mente perceber que você está em casa. Porém, de alguma forma, ela vai ter que entender que o jogo mudou e, quanto mais rápido isso acontecer, melhor.

Como consolidar um hábito exige repetição, mudar o posto de trabalho diariamente atrapalha – deixará sua mente confusa no processo, afinal, toda interferência prejudica a produtividade.

Deixe a mesa organizada e (de preferência) vazia

O córtex cerebral é sensível à desordem visual, prejudicando a atenção e esgotando as funções cognitivas rapidamente. Não misture em seu novo posto de trabalho objetos que apenas pertencem à sua casa.

Vista a identidade

Use roupas que você usaria no ambiente de trabalho com muitas pessoas ou, se puder, até melhores. Sua mente se sentirá empoderada, podendo assim até alcançar melhores desempenhos, uma vez que o pijama emite sinais inconscientes de relaxamento e descanso.

Saiba a hora de parar

Limite a jornada. Conforme a semana evolui, o cansaço e estresse prejudicam as funções cognitivas. Você deverá desenvolver tanto a habilidade de ser um bom profissional no ambiente caseiro como a de ser um excelente membro familiar no mesmo ambiente. Por isso, horários têm que ser respeitados.

Use uma cadeira confortável

Um incômodo físico por ficar horas em uma cadeira inapropriada fará com que seu cérebro crie pretextos para te tirar dali, pois aquela situação não está lhe fazendo bem. Esses pretextos vêm em forma de procrastinação, falta de interesse, cansaço físico e mental, bem como aumento de estresse e perda da concentração. Sua mente é inteligente, quer apenas lhe proteger, e é por meio desses sintomas que ela tenta se comunicar, dizendo que tem algo errado.

Aproveite o tempo ganho

Certamente você ganhou alguns minutos a mais devido à ausência de logística. Afinal, você não precisa mais se locomover até o trabalho. Já que você acordou no mesmo horário, como orientado no item 1, aproveite esse tempo extra para organizar sua mente e suas tarefas. Para isso, indico abaixo uma pequena lista a ser preenchida antes e depois do horário de trabalho. Essa lista possui alguns gatilhos mentais poderosíssimos para tornar a sua mente blindada, forte e produtiva. Não apenas pense nas respostas, mas procure escrevê-las. Isso é fundamental para o resultado desse exercício.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?