Som do despertador pode influenciar sua manhã, diz estudo

Segundo pesquisa realizada na Austrália, um som suave é ser mais eficiente para despertar

Uma pesquisa recente do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne (RMIT), descobriu que usar um som de alarme alto e perturbador pode atrapalhar o rendimento do dia. Tons suaves melódicos são mais eficientes para acordar do que os despertadores tradicionais com sons de bip.

Os pesquisadores descobriram que se a pessoa não acorda corretamente, o desempenho no trabalho pode ser prejudicado por períodos de até quatro horas depois de despertar. Isso pode estar relacionado até a acidentes graves no trabalho. O provável motivo é que existe um estado chamado “Inércia do Sono”, que é a transição entre sono e vigília. Quanto mais intenso for o estado de inércia do sono ao acordar, mais intenso será o sentimento de sonolência, confusão e falta de jeito pela manhã.

“Presumiria que um alarme estridente de ‘bip bip bip’ melhoraria a atenção, mas nossos dados revelaram que os alarmes melódicos podem ser o elemento-chave. Isso foi inesperado”, explica Stuart McFarlane, principal autor do estudo.

A investigação conduzida pelo RMIT envolveu 50 participantes que responderam a uma pesquisa com questões sobre que tipo de alarme eles usavam e quais eram seus sentimentos em relação ao som do despertar, e qual a probabilidade de eles acionarem a função soneca do despertador. As respostas revelaram que as pessoas que usavam alarmes harmoniosos realmente se sentiam alertas mais rapidamente e relatavam sentirem-se menos sonolentas do que aquelas que usavam um típico ruído de alarme estridente.

Os autores do estudo continuam pesquisando se certos sons são mais benéficos que outros. No entanto, com base na pesquisa atual e no que se sabe sobre a melodia, os tons relaxantes podem ser produzidos de várias formas, incluindo voz, instrumento e composição, explicou McFarlane.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?