fbpx

OMS libera US$ 3,5 milhões em ajuda humanitária à Ucrânia

OMS
Diretor-Geral da OMS, Dr Tedros Adhanom Ghebreyesus. Foto: Christopher Black/OMS

A OMS está liberando fundos de emergência para compra e entrega de suprimentos médicos na Ucrânia

Com a invasão russa iniciada nas primeiras horas de ontem (24), o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dr. Tedros Adhanom, está profundamente preocupado com a crise de saúde na Ucrânia.

A OMS entende que o sistema de saúde ucraniano não pode parar e precisa seguir fornecendo os cuidados básicos aos pacientes das mais diversas doenças, como a Covid-19, câncer e outras. 

“O máximo cuidado deve ser tomado por todas as partes para garantir que as instalações de saúde, trabalhadores, pacientes, transporte e suprimentos não sejam visados. Como parte do papel da OMS de documentar ataques à saúde, continuaremos monitorando e relatando tais incidentes”, disse o diretor-geral.

Dr. Tedros Adhanom ainda apela para que a prestação de assistência humanitária possa acontecer de forma segura e lembra que a OMS trabalhou durante décadas com as autoridades de saúde ucranianas. 

A Organização Mundial de Saúde liberou mais US$ 3,5 milhões do Fundo de Contingência para Emergências (CFE) para comprar e entregar suprimentos médicos urgentes. “Continuaremos a prestar cuidados e apoiar as pessoas em toda a Ucrânia afetadas por esta crise”, finalizou. 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: