Libertadores: Palmeiras está na final e aguarda o vencedor de Santos e Boca 

O Verdão chegou novamente a final do torneio após 20 anos e se enfrentar o Peixe fará uma final entre brasileiros depois de 14 anos

Técnico português Abel Ferreira abraça Weverton após classificação: português leva Palmeiras à final – Foto: Conmebol/Divulgação

Dale Porco! A Sociedade Esportiva Palmeiras chegou a final da Libertadores da América depois de 20 anos. Porém, quem assistiu ao jogo da semana passada não imaginaria que o River Plate iria vender uma classificação tão cara aos brasileiros. Se no jogo de ida o Palmeiras abriu 3 gols de vantagem fora o show de bola pra cima dos argentinos, no jogo de volta os papéis se inverteram completamente.

O jogo de ontem foi marcado por uma ótima partida do River, que dominou e pressionou os alviverdes na maior parte do jogo, e por um Palmeiras completamente acuado e perdido em campo por várias vezes. Se você acredita nos “deuses do futebol” ou na “sorte de campeão” e ver os melhores momentos do jogo, afirmaria com tranquilidade que os paulistas estão com a mão na taça.

Primeiro tempo do jogo

O primeiro tempo do time palestrino foi terrível. Tomaram sufoco do início ao fim e, consequentemente, dois gols. O time estava irreconhecível em campo e muito se deve a escalação do time que foi bastante defensiva. O técnico Abel Ferreira apostou numa linha de cinco defensores e optou por jogar no contra-ataque, o que não deu certo e proporcionou espaço para os argentinos tentarem reverter o resultado.

Segundo tempo recheado de polêmicas

No segundo tempo o Palmeiras continuou nervoso. Logo aos 7 minutos tomou o terceiro gol, este, porém, foi anulado pelo VAR (árbitro de vídeo) que alegou impedimento do atacante Borré na jogada. O River continuou pressionando e protagonizando os lances de mais perigo, até que aos 27 minutos, Rojas, autor do primeiro gol, foi de possível herói a vilão. O defensor segurou Rony no momento de um contra-ataque, recebeu o segundo cartão e foi expulso.

Passado dois minutos o juiz marcou pênalti a favor do River Plate. Porém, pouco antes da cobrança o VAR chamou o juiz de campo, que foi verificar o lance no monitor e anulou a infração. Depois disso, o Palmeiras conseguiu administrar a vantagem numérica dentro das quatro linhas e avançou pela quinta vez em sua história para a final da competição.

Santos ou Boca?

Agora, o Palmeiras aguarda a partida entre Santos e Boca Juniors, que acontece hoje (13) às 19h15 (horário de Brasília) na Vila Belmiro. Como o jogo de ida foi 0x0 a vantagem deste placar é dos santistas. Caso os brasileiros passem de fase, será a primeira vez em 16 anos que teremos uma final de Libertadores entre times brasileiros. E aí, será que hoje Marinho e cia poderão repetir o famoso ditado “caiu na vila o Peixe fuzila”? 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?