fbpx

Libertadores: Evair e Pepe vão entrar com o troféu do torneio no Maracanã

A Conmebol optou por não fazer shows musicais na cerimônia de abertura da final devido a pandemia

Foto: Marcos Ribolli e Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

A final da Copa Libertadores neste ano será completamente atípica. Em virtude da pandemia da Covid-19, a final ficou para 2021, não haverá torcida no estádio e a apresentação dos artistas que é feita na cerimônia de abertura também foi suspensa. Com isso, a entrada do troféu em campo se tornou uma das grandes atrações do dia.

Nada mais justo do que chamar dois ídolos dos clubes finalistas, Palmeiras e Santos, que não só conquistaram a América como foram essenciais na trajetória das respectivas equipes até o título. Sendo assim, os selecionados para entrar com o troféu da Libertadores no próximo sábado (30) foram Evair, pelo alviverde, e Pepe, pelo alvinegro praiano.   

Evair foi campeão com o Palmeiras em 1999. Na época, a equipe eliminou Vasco, Corinthians e River Plate antes de conquistar o título em cima do Deportivo Cali na final, que foi decidida nas penalidades. O atacante é lembrado com muito carinho pela torcida, principalmente por sua atuação na final, a qual marcou um tento decisivo no jogo de volta no Palestra Itália.

Mais conhecido como o “Canhão da Vila”, Pepe foi bicampeão com o time da baixada santista entre 1962 e 1963. O atacante foi uma das peças-chave do ataque do Santos na era de ouro da Vila, que era formado por Coutinho, Pelé e Pepe. Vale lembrar que em quatro edições da Libertadores ele marcou oito vezes, sendo que metade destes gols foram feitos na campanha do primeiro título.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?