Joe Biden é confirmado como presidente eleito

 Joe Biden foi confirmado como o presidente dos Estados Unidos. Foto: Twitter Biden/Fotos Públicas

A sessão no congresso, que havia sido interrompida por causa da invasão, foi retomada às 22h e terminou às 5h40 (horário de Brasília) com a confirmação da vitória de Joe Biden e Kamala Harris

A estratégia de Donald Trump falhou. O então presidente incitou apoiadores a invadir o congresso americano para impedir a confirmação do resultado das eleições, que segundo o republicano teriam sido fraudulentas. 

A invasão trouxe um resultado desastroso para Trump. O mundo assistiu a uma cena improvável que, infelizmente, resultou em quatro mortos, muitos feridos e 52 prisões. 

Após a retirada dos invasores, a sessão para confirmar os votos da eleição de novembro foi retomada às 22h e finalizada às 5h40 (horário de Brasília). Joe Biden recebeu 306 votos contra 232 votos para Trump. Com o resultado, o democrata é o novo presidente eleito e poderá tomar posse no dia 20 de janeiro.

Com o Twitter e Facebook suspensos (punição de 12 horas), Donald Trump usou as redes de Dan Scavino, diretor de redes sociais do presidente, e prometeu uma transição ordeira, mas seguiu desacreditado do resultado das urnas.

“Embora eu discorde totalmente do resultado da eleição, e os fatos me confirmem isto, haverá uma transição ordeira em 20 de janeiro. Eu sempre disse que continuaríamos nossa luta para garantir que apenas votos legais fossem contados. Embora isso represente o fim do maior primeiro mandato da história presidencial, é apenas o começo de nossa luta para Tornar a América Grande Novamente!”

Renúncia? Impeachment?

A atitude de Donald Trump levantou um debate sobre a condição mental e se ele deveria seguir na presidência, mesmo que seja por um curto tempo, afinal, no dia 20, Biden seria empossado. 

Mas seria possível tirar Trump do cargo?

A resposta é sim. O próprio presidente poderia renunciar ou ainda, o vice poderia acionar a 25ª emenda, que trata da remoção do presidente quando este não apresenta condições de desempenhar suas funções devido a doença física ou mental.

Deputados democratas preparam um novo pedido de Impeachment e podem apresentá-lo ainda hoje.

Demissões na Casa Branca

Quatro funcionários da Casa Branca pediram demissão após a invasão ao Capitólio. Segundo as informações da Bloomberg, vice-conselheiro de segurança nacional, Matt Pottinger; a chefe de gabinete da primeira-dama, Stephanie Grisham; a secretária social da Casa Branca, Rickie Niceta, e a vice-secretária de imprensa, Sarah Matthews deixaram os cargos.

Outros pedidos de demissão podem ser feitos nas próximas horas.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?