fbpx

GDF estuda pedido do Flamengo por jogo com público no Mané Garrincha

Com a liberação da Conmebol para a realização de jogos com torcida na Libertadores, o Flamengo consultou o Governo do Distrito Federal para mandar o jogo contra o Defensa y Justicia, pela Libertadores, no Mané Garrincha

GDF estuda pedido do Flamengo por jogo com público no Mané Garrincha
Estádio Mané Garrincha pode receber jogo entre Flamengo e Defensa y Justicia, válido pela Libertadores, no dia 21 de julho – Foto: Rafael Ribeiro/ CBF

No último domingo, a Conmebol publicou que pretende retornar com o público aos estádios a partir das oitavas de final da Libertadores e da Sul-Americana, que começam hoje (13). O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, não foi muito favorável ao posicionamento da entidade máxima do futebol sul-americano devido a uma série de problemas ocorridos na ocasião. Sendo assim, o Flamengo contatou o Governo do Distrito Federal para realizar a partida contra o Defensa y Justicia, pela Libertadores, no Estádio Nacional Mané Garrincha.

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, Gustavo Rocha, chefe da Casa Civil do Distrito Federal, afirmou que o governo do DF analisa o pedido do Flamengo. “Estamos aguardando a análise (…) É possível ter público”. Entretanto, Rocha deixou claro que “tendo público, será limitado”. Vale lembrar que faz uma semana que o GDF flexibilizou as regras de distanciamento social e liberou eventos corporativos e o funcionamento de salões de festas até meia-noite.

Contudo, ainda não houve a liberação para eventos recreativos, festas e shows com público. A única exceção são os que estão sendo feitos no formato drive-in e eles devem respeitar o toque de recolher, da 1h às 5h.

Eventos esportivos em Brasília

Além disso, está em vigor um decreto que proíbe torcidas em eventos esportivos na capital federal. A determinação estabelece que, após o jogo, todos os participantes devem ir embora no mesmo instante, para garantir a obediência ao toque de recolher.

Todas as normas sanitárias vigentes foram cumpridas pelas delegações das seleções que fizeram jogos em Brasília nesta edição da Copa América. O protocolo incluiu teste de Covid-19 de todos os jogadores e acompanhamento por parte da Subsecretaria de Vigilância em Saúde.

 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?