Franquias cariocas conquistam o Brasil

Rio de Janeiro é praia, samba e futebol”. Pode até ser… mas clichês à parte, uma vocação pouco falada da Cidade Maravilhosa é sua capacidade de exportar franquias pelo território nacional. Na área da alimentação, por exemplo, são muitos os cases de sucesso neste setor que prevê expansão para 2021 e para os próximos anos.

Um dos destaques é o Espetto Carioca, fundado pelo ex-entregador de jornais e piloto Leandro Souza – hoje CEO de uma rede com mais de 30 restaurantes em 6 estados. O negócio não para de crescer: em setembro passado, foi inaugurado em São Paulo o primeiro frigorífico próprio do grupo, com investimento de R$ 5,2 milhões e capacidade para produzir 155 toneladas/ mês. Além de abastecer os restaurantes, a fábrica produzirá os packs ‘in natura’, linha lançada mirando o consumo caseiro. A empresa também lançou, recentemente, um novo formato de negócios (quiosque Espetto Carioca) e ainda adquiriu a marca Bendito, de quiosques especializados em cafés gourmet. 

franquias

Bruno Gorodicht, diretor comercial, e Leandro Souza, CEO do Espetto Carioca: franquia é sucesso e prevê expansão.

O potencial da expansão nessa nova modalidade, sem dúvidas, é por conta do valor de investimento inicial, bem abaixo dos outros negócios da rede. Nos próximos meses, esperamos inaugurar mais 3 quiosques do Espetto Carioca no Rio e 1 em São Paulo. A ideia é crescer 8% este ano. Já para a rede Bendito, estamos focando na expansão principalmente neste eixo Rio-São Paulo. Já inauguramos 2 unidades no Rio e a ideia é crescer 30%”, revela Leandro Souza.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE A FRANQUIA ESPETTO CARIOCA

O modelo de microfranquias, de fato, vem crescendo no Brasil: é uma opção mais prática e acessível para quem quer empreender mas dispõe de pouco capital. Outra empresa que percebeu o potencial deste segmento é a Fábrica de Bolos da Vó Alzira – verdadeiro fenômeno das franquias. Com mais de 240 lojas em diversos estados e no Distrito Federal, a empresa criou um novo formato para atender a esta demanda. O grupo está em expansão: vai inaugurar ainda este mês sua terceira fábrica, no bairro de São Cristóvão, no Rio (já conta com uma na cidade e outra no Espírito Santo). Junto com a fábrica, vem aí uma nova linha de produtos, ainda em segredo. 

franquias  franquias   franquias

“Apesar da pandemia, terminamos 2020 com uma base de lojas superior ao início do ano. A expectativa é muito boa para expansão, por conta do alto número de desempregados, de pessoas com indenizações e buscando empreendimentos. Empreender através de franquias é sempre mais seguro, pois o modelo já é testado, é fácil de replicar, tem suporte e a marca já é consolidada no mercado”. André Rodrigues, CEO da Fábrica de Bolos da Vó Alzira.

franquias

Fábrica de Bolos da Vó Alzira: negócio caseiro se tornou fenômeno em franquias.

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE A FRANQUIA FÁBRICA DE BOLOS DA VÓ ALZIRA

Outra marca inovadora nascida no Rio – e que tem tudo para se tonar a nova queridinha do mercado – é o Açougue Vegano. Criada em 2016, é primeira rede de franquias de restaurante genuinamente vegana do Brasil. Atualmente, conta com 9 lojas distribuídas entre Rio, São Paulo, Paraíba e Piauí. O Açougue tem no cardápio iguarias como a premiada coxinha de jaca, e oferece ainda uma linha de congelados para serem preparados em casa.

Os sócios Celso Fortes e Michelle Rodriguez falam de expansão: “Já estamos em processo de abertura de novas lojas em Teresina (PI), João Pessoa (PB) e mais duas no Rio de Janeiro (Tijuca e Niterói). O mercado de franquias vem crescendo ano após ano e estamos muito confiantes”, revelam. E para quem não quer saber de alimentos de origem animal, a expectativa é grande para o lançamento do cheddar vegano de cenoura. A conferir: façam suas apostas!

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE A FRANQUIA AÇOUGUE VEGANO

franquias
Celso Fortes e Michelle Rodriguez, chefs do Açougue Vegano. Foto Ana Branco/ divulgação.

DICA CARIOCA

A dica da semana é a ‘live’ de lançamento do EP do grupo Muxima Muato, neste domingo, a partir das 16h no canal Fita Amarela (link aqui).

Muxima significa “coração”, em quimbundo, e muato é “mulher”, na mesma língua africana. Evocando a força feminina na música e na arte, o grupo carioca formado em 2018 é composto por Bia Aparecida, Carol D’Ávila, Dorina, Georgia Câmara, Nina Rosa, Samara Libano e Yasmin Alves. O repertório é dedicado à obra de compositoras brasileiras, passeando por ritmos como jongo, samba, samba-rock, moda de viola, baião e maxixe.

Junto com o EP de estreia, o grupo lança uma série com 5 podcasts apresentados por Bia, que entrevista as compositoras das canções. Ana Costa, Socorro Lira, Yasmin Alves (integrante do grupo), Déa Santtos e Lucina falam sobre as músicas, sobre suas trajetórias, inspirações e desafios da carreira. A ‘live’ de domingo, véspera do Dia Internacional da Mulher, vai homenagear também nomes como Chiquinha Gonzaga, Dona Ivone Lara e Maria Auxiliadora – pintora que inspirou a cenografia do palco.

Samara Libano, Yasmin Alves, Dorina, Bia Aparecida, Nina Rosa, Georgia Câmara: Muxima Muato lança EP de estreia.

Encaro esse trabalho como uma grande reverência a todos os artistas que perseveram no Brasil, em especial às artistas mulheres que nos deram tanto… Também uma reverência e um agradecimento àqueles que acreditam que nossa cultura é um tesouro vivo, que está nos acolhendo nesse momento horroroso de pandemia”, Bia Aparecida, integrante do Muxima Muato.

CLIQUE AQUI E OUÇA A PLAYLISTA DESTA SEMANA!

Conheça outras descobertas de Gabriel Versiani pelo Rio de Janeiro em outras edições da coluna Contexto Carioca aqui!

Acompanhe o colunista @_gabriel_versiani também no Instagram!

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?