fbpx

Feminino Plural segue em cartaz até 17.08 em SP

Sunkun Omi Ayé, uma criação de Criola. Imagem: divulgação

A mostra esteve na Avenida Paulista e ganhou uma extensão que ficará na Praça da República até o dia 17 de agosto

Exposição da Paulista – Feminino Plural, que usa a arte para defender a necessidade de políticas públicas em defesa dos direitos humanos das mulheres e dos negros no Brasil, passou pela Avenida Paulista e agora ganhou uma extensão. Assim, a mostra está na Praça da República, ao redor da Escola Estadual Caetano de Campos, até o dia 17 de agosto.

A mostra é uma iniciativa da União Geral dos Trabalhadores – UGT, e a extensão foi possível graças a uma ação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo.

Coordenada pela Secretaria de Organização e Políticas Sindicais da UGT e pela Maná Produções, Comunicações e Eventos, criadora da série, com coordenação artística de Mônica Maia e Fernando Costa Netto – DOC Galeria, suporte da vereadora Sandra Santana (PSDB/SP) e  curadoria da jornalista, escritora, curadora e consultora de moda Lillian Pacce, a exposição traz 28 obras, agora no formato de 80 cm x 60 cm, de duas artistas/mulheres, com origens e trajetórias distintas, para traduzirem o tema:  Criola, mulher preta, artista visual, que faz da arte urbana a sua luta política para fortalecer as mulheres, explorando cores e elementos brasileiros e com influência nas matrizes africanas, e Claudia Liz, artista multimídia, ícone da moda capaz de colocar sua arte em contextos tão diversos como ilustrar a coluna de política de um jornal de grande circulação e atuar num ensaio fotográfico pleno de atitude e questionamentos.

A arte, além de encantar, continua ajudando quem precisa de um emprego. Nesta nova ação, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo oferece uma alternativa àqueles que buscam uma oportunidade de trabalho e qualificação profissional por meio do CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, que disponibiliza quatro Unidades Móveis durante o período em que a exposição fica em cartaz na Praça da República, onde também oferece orientações sobre o programa de Ensino a Distância para capacitação por meio de videoaulas e também dicas e inspirações para o cidadão escolher uma profissão ou optar pelo empreendedorismo. Os cursos, gratuitos, foram desenvolvidos pela Fundação Paulistana, entidade vinculada à Secretaria, com doação de conteúdos de dezenas de empresas e instituições parceiras, e abrangem áreas com demanda no mercado, como tecnologia, gastronomia, saúde e bem-estar, meio ambiente e sustentabilidade, economia criativa, entre outros. Os alunos que finalizarem as capacitações terão direito a certificados emitidos automaticamente pela plataforma.

Feminino plural, esse tema sempre foi muito caro à UGT. Essas bandeiras nos acompanham desde a nossa fundação, em 2007. Agora, estamos ampliando o alcance da exposição que homenageia as mulheres. Todas elas, brancas, pretas ou indígenas, são muito importantes nessa luta pela igualdade de direitos”, afirma Ricardo Patah, presidente da UGT e atual presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo. “As mulheres e meninas merecem respeito, empoderamento, apoio e participação efetiva de toda a sociedade brasileira nos debates e ações por seus direitos humanos e pelo fim de todas as formas de violência, opressão e discriminação”, completa Chiquinho Pereira, Secretário Nacional de Organização e Formação Político-sindical da UGT.

Feminino Plural

De 5 a 17 de agosto de 2021

Praça da República

Realização: UGT – União Geral dos Trabalhadores

Curadoria: Lillian Pacce

Artistas: Criola e Claudia Liz

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?