fbpx

É bicampeão! Brasil comemora o ouro no futebol

ouro
Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Fotos Públicas

Os meninos do Brasil vencem a Espanha na prorrogação e celebram o bicampeonato olímpico. Com o ouro no futebol, país chega a sete medalhas de ouro em Tórquio 

A medalha de ouro em Jogos Olímpicos era um desejo antigo do Brasil, pois era o título que faltava para a seleção brasileira de futebol. E ela veio, de forma dramática, no Rio 2016 e a nova geração tinha a missão de manter o time no pódio em Tóquio. E, nesta manhã de sábado (7), os meninos do Brasil escreveram um capítulo emocionante nesta edição das Olimpíadas.

Disputando a final contra a Espanha, que tinha no time seis jogadores que disputaram a Euro 2020, o Brasil sabia que não seria nada fácil. A primeira chance de gol foi dos espanhóis, em uma jogada área, mas Diego Carlos conseguiu tirar a bola praticamente na linha do gol. Logo depois, a seleção brasileira foi para o ataque e chegou a ter duas chances seguidas, uma com o chute de Matheus Cunha e outra com uma finalização de Richarlison.

O atacante do Everton, que lutou para ser liberado pelo clube para disputar os Jogos Olímpicos, não fez uma final dos sonhos, aos 37 minutos, com ajuda do VAR, o árbitro marcou pênalti para o Brasil. Richarlison pegou a bola e isolou o que seria o primeiro gol da decisão. 

Perto do fim do primeiro tempo, Claudinho cruzou a bola na área e Matheus Cunha abriu o placar para o alívio da torcida brasileira.

No segundo tempo, a seleção brasileira seguiu no ataque e Richarlison, de frente para o gol, desperdiçou mais um chute, o que daria tranquilidade para o time. E minutos mais tarde, a Espanha deu o troco e empatou a partida com Mikel Oyarzabal.

O Brasil começou a ter problemas após o empate e os espanhóis chegaram a colocar duas bolas na trave. Com o placar igual, o ouro seria decidido na prorrogação ou nos pênaltis.

A seleção brasileira não queria saber de pênalti e partiu para cima dos adversários. Deu certo. Depois de receber um lançamento de Antony, Malcom partiu para cima da zaga para fazer o gol da medalha de ouro. 

ouro
Malcom, o autor do gol da medalha de ouro no Japão. Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Fotos Públicas

A Espanha ainda tentou alguma coisa, mas não foi o suficiente e, após o apito final, os jogadores brasileiros puderam comemorar o bicampeonato olímpico. 

Com o jogo de hoje, a seleção brasileira fez a terceira final em Jogos Olímpicos no futebol masculino. Em Londres 2012, o time foi derrotado pelo México, no Rio 2016, a vitória veio após os pênaltis com os alemães e hoje, foi a vez de bater os espanhóis na prorrogação.

Apesar da performance de hoje, o atacante Richarlison termina a participação nos Jogos de Tóquio como o artilheiro, ele marcou cinco vezes em seis jogos.

Com a vitória, o Brasil chega a sete medalhas de ouro e iguala o número conquistado na última olimpíada realizada no Rio de Janeiro. Ao total, o país tem 19 pódios em Tóquio, número da edição anterior, mas ainda disputa duas finais nesta madrugada, que marca o último dia dos Jogos Olímpicos. O vôlei feminino entra em quadra contra as americanas e Bia Ferreira, no boxe, luta pela conquista dourada.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?