Covid-19: Ministério da Saúde atualiza grupos prioritários para vacinação 

Com as mudanças feitas, a partir de agora, só haverão três fases para a imunização. Todas as secretarias de Saúde que seguem o plano nacional irão aderir às modificações 

índia

O Ministério da Saúde (MS) fez alterações no Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. Com isto, a quarta fase do processo, a qual incluía professores e agentes de segurança pública na primeira etapa de vacinação, foi excluída. Agora, todas as secretarias estaduais de Saúde que serão pautadas pelas orientações nacionais em relação ao assunto deverão adotar as modificações do MS. 

Num primeiro momento o ministério planejava fazer uma divisão de quatro fases para a vacinação. A Secretaria atualizou o documento distrital após a retirada de uma das fases. Sendo assim, os públicos preferenciais para a imunização serão:

  1. Trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas);
  2. Pessoas de 60 a 74 anos;
  3. Pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

A expectativa da pasta é que 604,8 mil pessoas sejam vacinadas nas três primeiras fases de imunização no Distrito Federal. 

Vale ressaltar que o plano retificado também cita os grupos que não deverão ser vacinados, são eles: menores de 18 anos, gestantes e pessoas que apresentaram reação anafilática confirmada a qualquer componente das vacinas contra a Covid-19. As contraindicações também estão previstas no plano do Ministério da Saúde.

* Com informações da Agência Brasília

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?