fbpx

Chelsea vence Palmeiras na decisão do Mundial

chelsea
Foto: Reprodução/Twitter @ChelseaFC
  • O gol do título foi de pênalti e foi marcado na prorrogação

  • Com a conquista, o Chelsea completa a lista de títulos

  • Pela terceira vez, o Palmeiras volta para casa sem a taça do Mundial de Clubes

Dois vices do Mundial de Clubes se encontraram para fazer a final do agora Copa de Clubes da Fifa, a partida aconteceu no último sábado (12) em Abu Dhabi. De um lado, o Chelsea e do outro o Palmeiras. A expectativa era grande por parte da torcida palmeirense, que acreditava na possibilidade do título, mas na prorrogação, o zagueiro Luan colocou a mão na bola e o time inglês marcou para ficar com a taça.

Com formações semelhantes, Chelsea e Palmeiras fizeram um primeiro tempo travado, o verdão optou em ficar atrás, a estratégia era jogar no contra-ataque, contando com a velocidade de Dudu e Rony. As linhas de defesa do verdão funcionaram e os blues pouco ameaçaram a meta do goleiro Weverton.

O time inglês pode contar com Thomas Tuchel no banco, o técnico não esteve presente na partida contra o Al-Hilal por estar com covid-19, liberado, o alemão pode orientar o Chelsea na grande final e fez alterações, colocando Mendy, Hudson-Odoi, Monty e Kante como titulares.

No segundo tempo, os azuis atacaram mais e aos 54 minutos, Romelu Lukaku subiu mais do que a defesa do Palmeiras para fazer 1 a 0. A equipe brasileira tentou voltar ao ataque e contou com o VAR para empatar a partida. O zagueiro brasileiro e do Chelsea Thiago Silva, em um cruzamento, tirou com a mão e a regra é clara.

Pênalti marcado para o Palmeiras, Raphael Veiga ficou frente a frente ao melhor goleiro do mundo, de acordo com a Fifa, e ele não tremeu. Goleiro de um lado, bola para outro, e o verdão empatou a partida aos 64 minutos.

O empate permaneceu nos 90 minutos e os times seguiram para a prorrogação. A transmissão brasileira apostava no cansaço dos jogadores do Chelsea, mas o que foi visto foi o desgaste físico de Dudu, Rony e Raphael Veiga, os três foram substituídos ao longo da partida.

No primeiro tempo da prorrogação, o Palmeiras esteve mais presente no campo do Chelsea, mas não conseguiu o tão sonhado gol do título. Nos últimos 15 minutos, a situação inverteu, e os blues partiram para o ataque, e o sonho do verdão chegou ao fim.

Faltava pouco para o fim da prorrogação quando a mão do zagueiro Luan definiu a história da final. Mais uma vez, o VAR entrou em ação e o juiz foi chamado para ver o lance, e ao ver as imagens, mais um pênalti foi marcado. O brasileiro ainda levou cartão amarelo. Kai Havertz converteu aos 117 minutos e colocou o Chelsea na frente do placar.

No entanto, o time inglês confundiu os brasileiros antes da batida do pênalti. Após a marcação da penalidade, quem pegou a bola para bater foi o capitão Azpilicueta, a ideia era confundir e tirar a pressão, pois os jogadores brasileiros aproveitaram para reclamar do juiz.

E o Azpilicueta estava ali ouvindo e vendo toda a cena dos brasileiros, mas ele não seria o cobrador. Quem bateu foi Havertz, que estava longe e tranquilo para fazer, o que seria, o gol do título.

“É incrível. De campeões da Europa para campeões do mundo”, disse o autor do gol do título após a partida. Havertz confessou que estava nervoso para bater o pênalti, mas que conseguiu controlar os nervos,

Antes do apito final, Luan recebeu o cartão vermelho. Fim de jogo, 71% de posse de bola para o Chelsea, 22 chutes, 3 a gol, 87% de precisão de passes e o título do Mundial de Clubes da Fifa.

O Palmeiras volta para casa novamente sem a conquista. Em 1999, a derrota foi para outro time inglês, o Manchester United por 1 a 0. No ano passado, os brasileiros perderam para o Tigres, por 1 a 0, e disputaram o terceiro lugar, mas também perderam.

O Chelsea disputou a final do torneio pela segunda vez, a primeira foi contra o Corinthians em 2012, e o timão venceu por 1 a 0, e claro, os corinthianos, assim como os flamenguistas, aproveitaram para pegar no pé dos palmeirenses.

Com a conquista, o Chelsea fechou a lista de taças, era o título que faltava para o time inglês. E o melhor jogador do torneio foi um brasileiro: o zagueiro de 36 anos, Thiago Silva.

Palavras do treinador

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, que levou o time paulista a conquistar a Libertadores por dois anos consecutivos, disse após a segunda derrota no Mundial de Clubes da Fifa: 

“A primeira palavra que eu gostaria de dar é aos jogadores, tenho um orgulho muito grande deles. Fizemos um trabalho tremendo e uma preparação fantástica, estou muito orgulhoso dos meus jogadores. A segunda palavra é para o meu adversário, uma equipe bem orientada, com um grande treinador e grandes jogadores. Foram justos vencedores, embora o jogo tenha sido decidido em detalhes, mas respeitar a decisão e dar os parabéns aos adversários”, declarou Abel Ferreira.

“Vou proibir os meus jogadores de não celebrar o segundo lugar, ai deles se chegarem no avião e não tomarem uma cerveja. Se não fizerem isso, vão ter de se ver comigo. Tenho orgulho do que fizemos. Fizemos um jogo coletivo muito bom, assim que vejo o futebol, assim que vejo a nossa equipe. Dar os parabéns ao adversário porque foi melhor nos dados estatísticos, mas não posso deixar de valorizar o que fizemos aqui. Tenho muito orgulho dos meus jogadores”, disse.

A presença dos torcedores do Palmeiras também foi reconhecida e elogiada por Abel Ferreira. “Brutal, fantástico o que fizemos. Estamos a 15 horas de viagem e tivemos um estádio cheio aqui. Para quem não conhece o Palmeiras e a sua torcida, ficou bem evidente a grandeza do nosso clube. Nós queríamos ganhar, mas infelizmente pegamos um adversário muito competente e que foi feliz. Nós conseguimos, dentro dos nossos recursos, ser muito competitivos. Temos de aprender com as coisas que aconteceram, futuramente lembraremos disso”, concluiu. 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: