fbpx

A Urca e suas delícias…

A Urca é um dos bairros mais charmosos do Rio de Janeiro. A proximidade do mar, as ruas tranquilas e arborizadas – com muitas casas e pequenos prédios – compõem um recanto aconchegante e um cenário perfeito para momentos agradáveis. As opções vão além da visita ao Pão-de-Açúcar: no mesmo dia, pode-se caminhar na Pista Cláudio Coutinho, provar a gastronomia do Terra Brasilis e curtir o clima despojado da mureta do Bar Urca. O bairro se prepara ainda para receber mais uma edição da feira Carioquíssima (9 e 10 de outubro) e para a volta do lendário Noites Cariocas.

Terra Brasilis, Urca
O restaurante Terra Brasilis oferece alta gastronomia e uma vista privilegiada do Pão-de-Açúcar. (Créditos: divulgação)

Minha relação com a Urca vem da infância: meu pai morou lá quando eu tinha uns 6 anos. Lembro das primeiras lições de futebol na praia, e eu com raiva porque não conseguia vencer. Mais tarde, passei a frequentar a Uni-Rio, onde estudei teoria e percepção musical e, posteriormente, cursei alguns períodos do Bacharelado em MPB. A Urca me inspira tanto que já compus uma música em homenagem ao bairro. A faixa está no CD “Ainda Sambo”, com participação especialíssima de Joyce Moreno. A Urca é mesmo musical: lá moram estrelas como Roberto Carlos, Zélia Duncan e Lenine.

Bar Urca
O camarão na moranga é um dos destaques no cardápio do tradicional Bar Urca. (Créditos: divulgação)

Volta e meia sinto vontade de estar lá, e meu paradeiro preferido é a mureta em frente ao Bar Urca. O restaurante tem mais de 80 anos e ostenta o título de Patrimônio Cultural Carioca, com um público fiel. Minha pedida é sempre o pastel de camarão (R$ 7), que gosto de comer tomando uma… Coca-Cola (Rsrsrs). O clima é maravilhoso, informal. A vista é deslumbrante e a experiência vale a pena! Para quem estiver com mais fome, há mesas disponíveis no segundo andar do bar. Entre os destaques está o camarão na moranga (R$ 232 p/ 3 pessoas).

A pista Claudio Coutinho fica em área militar, colada na grande pedra. Uma também trilha leva ao Morro da Urca.

Caminhar pela Urca traz paz e tranquilidade: o ambiente é propício à contemplação. Se há um lugar especial para isso é a Pista Cláudio Coutinho. Localizada em área militar, ela fica aberta diariamente das 6h às 18h. Com extensão de 1,2 Km, ala ladeia o Pão-de-Açúcar, com lindas vistas da pedra e do mar. A pista também dá acesso ao primeiro morro por meio de uma trilha, de 15 minutos. Depois da subida, é possível pegar o bondinho para subir ao próximo estágio ou descer para a Praia Vermelha.

Ali embaixo, bem pertinho e com uma vista privilegiada, fica o restaurante Terra Brasilis e sua “cozinha carioca”, sob o comando do chef Gamarra Souza. Os clientes podem se deliciar com petiscos exclusivos, drinks e pratos à la carte. A casa conta com 3 ambientes diferentes – a amendoeira no salão externo é um espetáculo à parte! Uma boa pedida é o Filé Mignon ao molho de vinho tinto, batata Anna e crispy de alho poró (R$ 54). Já está fazendo os planos? Então olha essas dicas:

Mureta do Bar Urca
O clima é descontraído e despojado na mureta em frente ao Bar Urca. A cara do Rio.

No final de semana que vem, nos dias 9 e 10 de outubro, a Urca vai ferver com mais uma edição da feira Carioquíssima (ver perfil @carioquissimo), reunindo diversos expositores em um evento que inclui moda, gastronomia, arte, design, fotografia e música. O evento acontece entre 14h e 22h, na Praça General Tiburcio, em frente à subida do bondinho.

E para quem quer se programar com mais antecedência e visitar a Urca em grande estilo, a boa é ficar ligado(a) no início da venda de ingressos, em novembro, para a volta do lendário Noites Cariocas! Os shows vão acontecer entre os dias 18 de março e 9 de abril de 2022, e os artistas confirmados até o momento são BaianaSystem, Iza, Ney Matogrosso, Capital Inicial e Anavitória. Na abertura, pocket shows de espetáculos musicais como Renato Russo, Tim Maia e Cazuza.

DICA CARIOCA

Chega o mês das crianças e, com ele, diversas atividades voltadas para os pequenos. A dica desta semana é a peça virtual “Violeta Violenta”, que estreia amanhã (02/10) às 16h no YouTube do Sesc RJ (youtube.com/portalsescrio). Com dramaturgia e direção musical de Camilla Farias e direção audiovisual de Evandro Manchini, o espetáculo multimídia é voltado especialmente para a faixa etária de 0 a 6 anos, misturando linguagens como música, literatura, artes cênicas, formas animadas e cinema.

A peça tem cerca de 30 minutos e conta a história da cor Violeta, uma menina vibrante e cheia de energia, mas que sente muita raiva e medo. Por isso, acaba desenvolvendo uma espécie de vírus: a Síndrome da Violência. Com ajuda da mãe – a Senhora Azul – e do Doutor Arco-Íris, ela inicia uma aventura para descobrir os mistérios da sua cura.

A peça fala sobre cura e, embora tenha sido escrita há alguns anos, tem tudo a ver com o que vivemos hoje. Enquanto humanidade, temos reverberado muita raiva, medo, intolerância. A peça pretende passar para as crianças uma mensagem de superação. De forma leve e lúdica, a narrativa toca em pontos importantes e necessários como respeito às diferenças, resiliência, esperança e amor”, Camilla Farias.

CLIQUE AQUI E OUÇA A PLAYLIST DA COLUNA DESTA SEMANA!

Conheça outras descobertas de Gabriel Versiani pelo Rio de Janeiro em outras edições da coluna Contexto Carioca aqui!

Acompanhe o colunista @gabrielversiani.rj também no Instagram!

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?