fbpx

Vitória no Espírito Santo ganha monumento em homenagem aos profissionais da saúde que perderam a vida na pandemia

O monumento, batizado de Gratidão, foi patrocinado pela MedSênior

Gratidão
Maely Coelho e Zota Coelho. Foto: divulgação

No último domingo, dia 19 de dezembro a cidade de Vitória  ganhou um presente.  O monumento “Gratidão”,  assinado pelo designer Zota Coelho  agora  faz parte da paisagem da praia de Camburi. A obra é uma homenagem aos profissionais da saúde que perderam as suas vidas para a Covid-19 ao atuarem no enfrentamento da pandemia. O  memorial foi totalmente custeado pela operadora de saúde MedSênior, que doou o monumento para a Prefeitura de Vitória.

Em respeito à memória de todos os profissionais da área e em homenagem aos seus familiares, a MedSênior encomendou e custeou a produção do monumento, a fim de lembrar para a sociedade e para gerações futuras quem foram os heróis que se sacrificaram e se puseram na linha de frente, ajudando a salvar milhões de pessoas.

Com sete metros de altura e produzido em concreto, o memorial é formado por três peças. Ao se deslocar para o centro da escultura, o visitante tem a sensação de estar sendo acolhido, cuidado e protegido, como se os profissionais da saúde estivessem se curvando diante dele. O efeito, segundo Zota Coelho, é resultado da técnica de anamorfose, permitindo a real leitura da obra a partir de um ponto específico.

“O ‘Gratidão’ é um agradecimento aos profissionais que morreram e, consequentemente, a todos os outros que têm colocado suas vidas em risco diariamente nos hospitais. Para cumprirem a sua missão, eles saem de casa e deixam suas famílias todos os dias. Nada mais justo do que homenageá-los”, afirma Zota.

O presidente da MedSênior, Maely Coelho, ressalta que houve uma sinergia para a criação do monumento. “Quando liguei falando da intenção de fazer algo para homenagear os profissionais da saúde, o Zota já tinha tido a ideia e inclusive rascunhado alguns desenhos sobre o assunto. Ficamos felizes com essa parceria e com a oportunidade de homenagear pessoas tão importantes no enfrentamento da pandemia. Sem esses profissionais não seria possível vencer o vírus. Precisamos agradecer a todos eles pela coragem, empenho e dedicação em um momento tão difícil para o Brasil e o mundo”, destaca Maely Coelho.

Democratização da arte

Sobre ter o monumento instalado na orla de Camburi, Zota Coelho destaca que as ruas democratizam o acesso à arte. “Quando levamos a arte para as ruas, ela passa a ganhar novos contornos e novas leituras. Tanto moradores da cidade quanto turistas interpretam a obra e registram suas diversas visões pelo olhar de suas experiências pessoais. Essa é a beleza de expor nas ruas”, afirma.

O artista assina outras obras na capital. Ele criou e produziu o Vitória 360 Graus, localizado na Curva da Jurema; o mural Gruta da Onça, no centro da cidade; e o painel Janela para o Tempo, também no Centro.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: