Sinais de recuperação na Indústria da Construção  

Foto: Dênio Simões/ Agência Brasília/Fotos Públicas

A recuperação dos setores produtivos começa a ser uma realidade no país. Entre os setores que estão reagindo, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), está o da construção. Em abril, a atividade sofreu uma redução, mas em agosto, os índices de evolução do nível de atividade e número de empregados apresentam crescimento.

De acordo com a Sondagem Indústria da Construção, pesquisa da CNI, o índice de evolução do nível de atividade registrou 51,4 pontos em agosto, alta de 3,3 pontos frente a julho. O índice é o maior desde junho de 2011 e revela melhora significativa do nível e atividade na comparação com o mês anterior. O índice varia de 0 a 100 e, ao se situar acima da linha divisória de 50 pontos, o indicador aponta para aumento da atividade no mês.

“O dado de agosto reforça a percepção da rápida recuperação da atividade do setor após a forte queda de abril”, avalia o gerente de Análise Econômica, Marcelo Azevedo.

O índice de evolução do número de empregados aumentou 2,7 pontos, para 49,5 pontos, e está praticamente sobre a linha divisória, o que denota estabilidade do emprego. O dado é mais positivo do que agosto de 2019, quando o índice foi 47,9 pontos.

A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) apresentou nova alta em agosto, aumentando em dois pontos percentuais e alcançando 60%. O percentual de agosto de 2020 também é superior em dois pontos percentuais ao de agosto de 2019, se iguala ao registrado em agosto de 2018 e supera o percentual para o mês registrado entre 2015 e 2017.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?