Corregedoria da Câmara ouve a deputada Flordelis

flordelis
A deputada é acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo. Foto: Fernando Frazão

A deputada Flordelis foi ouvida pelo deputado Paulo Bengston, corregedor da Câmara dos Deputados. A oitiva aconteceu nesta terça-feira (22) e durou cerca de duas horas. A parlamentar, acusada de ser a mandante da morte do marido, afirmou que existe erro na conclusão das investigações.

O corregedor relatou que foram feitas dez perguntas à parlamentar e “com esses elementos, vamos o mais rápido possível, emitir o parecer, aguardando ainda algumas provas que ela quer anexar ao processo de defesa”, disse.

A corregedoria fará a análise prévia da acusação. Se considerar procedente, o caso será encaminhado ao Conselho de Ética para que seja aberto um processo contra a deputada, que segue negando a conclusão das investigações e afirma que não pode ser julgada e condenada antes que todo o processo seja concluído.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?