fbpx

Será que ainda vale a pena ter carro?

carro
Ricardo Hiraki. Foto: Divulgação

Essa é uma pergunta que toda pessoa que quer ou tem um carro se faz, ainda mais nos dias de hoje em que temos facilidades adicionais com os aplicativos.

Existem muitos assuntos que nos fazem refletir se devemos ter um carro, como a questão de meio ambiente, novas tecnologias que ofertam variadas opções de transportes, tempo e trabalho para mantê-lo etc. Mas irei abordar esse assunto exclusivamente do ponto de vista financeiro. Para isso, montei uma tabela de informações bem simples baseada em um automóvel no valor de R$ 35 mil e listei as seguintes despesas:

Estacionamento mensal: R$ 250,00

Gasolina: R$ 300,00

IPVA rateado mensalmente: R$116,67

Seguro rateado mensalmente: R$ 166,67

Manutenção rateado mensalmente: R$ 80,00

Depreciação mensal: R$ 116,67

Perda da oportunidade de não investir: R$ 315,00

TOTAL: R$ 1.345,00

E listei as eventuais despesas que aconteceriam sem o carro:

Transporte Público mensal: R$ 250,00

Uber / Táxi: R$ 300,00

Aluguel de carro: R$ 200,00

TOTAL: R$ 750,00

Claro que as despesas de cada grupo podem variar conforme o perfil de cada pessoa, mas tentando ser imparcial, me esforcei para deixar as despesas de cada situação em uma média. E sim, existem situações específicas que podem mudar todo o resultado, como uso diário de estradas ou falta de transporte público ou tempo perdido nele. Então, continuando nosso exercício temos uma diferença mensal de R$ 595,00 que pode não parecer tanto, mas vamos ver esse dinheiro ao longo dos anos, que tal 10 anos? Seriam R$ 119 mil reais atualizados pela renda fixa de 10% ao ano de uma aplicação em Títulos do Tesouro mais o IPCA (inflação).

Vamos fazer para 20 anos, seriam R$ 427 mil. E você que tem até 29 anos de idade, quanto teria antes de completar 60 anos? Ou seja, daqui 30 anos você teria R$ 1,228 milhão!! Ok, quer saber o valor real para daqui 30 anos? Quero dizer, tirando a inflação, algo em torno de apenas R$ 500 mil, só meio milhão de reais.

Sempre é bom refletir mais uma vez se é interessante manter o carro ou se é possível se desfazer dele e garantir uma aposentadoria mais confortável e ainda de quebra fazer exercício andando, sociabilizar no transporte público, poluir menos etc. Só estou dando mais argumentos para também tentar me convencer e vender o meu. Alguém aí tem interesse no meu carro? Acho que está à venda.

Ricardo Hiraki éCEO e cofundador da Plano Fintech. É administrador e pós-graduado pela FGV e Mackenzie e foi Head  de Gestão Financeira por quase dez anos no mundo corporativo. Tem como objetivo levar saúde financeira ao máximo de brasileiros através das startups.

Contexto Livre é uma coluna rotativa, de assuntos diversos escrita por pessoas bacanas que tenham algo legal e inspirador pra compartilhar.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: