fbpx

Regina Duarte toma posse como Secretária Nacional de Cultura

Foto: reprodução Rede Globo

O principal desafio da atriz é pacificar o setor cultural onde a maioria de seus integrantes faz  dura oposição ao presidente Jair Bolsonaro

 

A posse de Regina Duarte como Secretária de Cultura, ocorreu na manhã desta quarta-feira (4) no Palácio do Planalto, em Brasília. A atriz é a quarta ocupante do cargo em 14 meses. Em seu discurso, Regina Duarte disse que vai buscar o diálogo e a integração do governo com o setor cultural.

“Meu propósito aqui é pacificação e diálogo permanente com o setor cultural, com estados e municípios, com o parlamento e com os órgãos de controle”, afirmou a nova secretária.

A  Secretária  enfatizou que vai tratar a cultura como  geradora de emprego, renda, educação e inclusão social. Segundo do Ministério do Turismo, o orçamento para 2020 da Secretaria de Cultura é de R$ 2 bilhões.

“Acredito que se possa fazer muita cultura, fazer arte e tudo, com os recursos que temos, criativamente, como nos meus tempos de amadora”, disse a secretária. “Acredito também que se possa fazer mais com mais”, completou.

Regina afirmou também que “vai passar o chapéu” em busca de mais recursos para a área.Durante o seu discurso, a Secretária salientou que recebeu a secretaria “de porteiras fechadas”. O Presidente Jair Bolsonaro respondeu à indireta falando que pode precisar exercer o veto em determinada decisão.

“Obviamente, em alguns momentos eu exerço poder de veto em alguns nomes. Já o fiz em todos os ministérios, até porque, para proteger a autoridade, que por vezes desconhece algo que chega ao nosso conhecimento. Isso não é perseguir ninguém. Mas sim colocar os ministérios, e as secretarias na direção que foi tomada pelo chefe do Executivo”, explicou  Bolsonaro.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?