fbpx

Programa de aceleração internacional abre seleção para greentechs brasileiras

programa

As inscrições podem ser feitas até o dia 3 de setembro

Estão abertas as inscrições para o Dream2b Global Acceleration Program, programa de aceleração e internacionalização para startups brasileiras no Canadá. Em sua 6ª edição, a iniciativa selecionará 10 startups de todo o país que resolvam questões ambientais, utilizando práticas de ESG (Environmental, social and corporate governance – Governança Ambiental, Social e Corporativa). O programa busca greentechs com aplicações de tecnologias em ESG, Clean Energy, Agrotech, Blockchain, Nanotechnology, Industry 4.0, IOT, entre outras; que busquem resolver algum impacto ambiental. As empresas interessadas em participar têm até o dia 3 de setembro para se inscreverem gratuitamente no link.

“Oferecemos em nosso programa, além de mentoria com profissionais de alto nível do mercado global, a validação do modelo de negócios. Ajudamos em todas as etapas de internacionalização. Essa parceria de longo prazo já ajudou mais de 45 startups brasileiras, sendo que algumas iniciaram operações globais a partir do Canadá. Uma das mais recentes foi a Safetest, que criou um teste rápido de Covid-19 e foi aprovada pelo FDA, para a comercialização e distribuição nos EUA, assim como na União Europeia, antes mesmo de ter autorização no Brasil”, explica Regina Noppe, fundadora & CEO da venture builder canadense Dream2B.

Serão 10 startups selecionadas para esta edição, que acontecerá online de 01 a 26 de novembro. O programa incluiu mentoria com experts e empreendedores canadenses e brasileiros, workshops com profissionais para validação do modelo de negócios, reuniões com potenciais parceiros e clientes, e pitches para investidores.

Internacionalização

De acordo com o Global Cleantech Innovation Index de 2021, o Canadá é líder global em tecnologias limpas e inovação, o que reafirma a capacidade do ecossistema canadense de tecnologias que beneficiam o meio ambiente e infraestrutura verde para atender à crescente demanda global. Por isso, as startups com interesse em se tornar global devem participar do programa de internacionalização no Canadá, o Dream2B Global Acceleration Program.

Startups brasileiras já são destaque

Em suas cinco edições anteriores, o Dream2B Global Acceleration Program ajudou mais de 45 startups. Uma delas a Safetest, startup mineira que desenvolveu teste de Covid-19 de resultado rápido e de baixo custo, obteve após participar do programa de aceleração em 2019, reconhecimento mundial. “A Dream2B nos guiou em nossa jornada de internacionalização, e hoje podemos realizar negócios nos Estados Unidos, Canadá e em vários países na Europa. E continuamos em plena expansão. As oportunidades que surgiram a partir do contato com a Dream2B foram imensas. Bastou que a gente soubesse aproveitá-las da melhor maneira”, explica Felipe Peixoto, CEO da Safetest.

“Mesmo com a crise econômica, as startups continuaram inovando e crescendo. Com o tema ESG tão intrínseco na sociedade, tenho certeza de que temos startups brasileiras preparadas para embarcar rumo ao Canadá trazendo sua solução para o planeta.”, relata Noppe.

A plataforma multistreaming, https://ciclano.io/pt-br/, também já passou pelo programa. Segundo Maurício Castro, CEO da Ciclano, o processo de aceleração e internacionalização, foi muito importante para a startup em muitos aspectos. “Destaco o relacionamento com players importantes e mentores com foco no mercado Norte Americano. Exigir de nós, startups, o mesmo nível de entrega de grandes players e avaliar a forma de trabalho como um todo me fizeram ver com outros olhos o meu próprio negócio”, conta Castro. “Descobrir o que parece óbvio, mas nunca visto e aplicar as dicas dos mentores durante o processo já para validação fizeram grande diferença no negócio. Conectar-se com um ecossistema canadense também nos proporcionou escalar a nossa plataforma em um cenário Global”, finaliza o CEO.

A Wedy (https://casamento.wedy.com/) foi acelerada em 2016. Era chamada Me Casei e vinha numa crescente muito forte no mercado brasileiro, crescendo 200% ano a ano no Brasil. “Foi aí que percebemos que era o momento de pensar na internacionalização. Assim surgiu a oportunidade de participar do programa de aceleração da Dream2B. Foi possível conhecer melhor como funcionaria todo o processo de internacionalização e entender o mercado fora do país”, conta Marcio Acorci, CEO e cofundador da Wedy.

O executivo explica que um dos aprendizados que teve foi que a marca não conversava com o público estrangeiro. Me Casei era um nome totalmente português e brasileiro. Ao voltar do programa, trabalharam numa nova marca e em janeiro de 2018 se transformaram em Wedy. Como empreendedor, a experiência de vivenciar o aprendizado fora do Brasil, oportunidades de melhoria e aumentar o nível de conhecimento, foi de extrema importância”, conta o executivo.

A 6ª edição do Dream2B Global Acceleration Program é realizada pela Dream2B em parceria com a incubadora canadense Spark Centre, com apoio da Softex e Câmara do Comércio Brasil-Canadá.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?