Pediatra lista orientações para um retorno seguro às aulas

Pediatra dá algumas dicas para que os pais se sintam mais seguros na volta às aulas dos filhos

Em várias partes do país, as escolas foram autorizadas a retornar com as aulas presenciais. Ainda há discussão sobre o tema, mas o retorno dos estudantes tanto nos Estados Unidos como em países europeus mostrou baixo índice de infecção pelo coronavírus.

Por hora se sabe que crianças quando tem contato com o vírus ou apresentam um quadro leve ou são assintomáticos. Mas mesmo assim, os cuidados precisam ser mantidos, como o uso de máscara e a constante higiene da mãos.

Para ajudar pais e responsáveis, a pediatra Dra. Camilla Pereira, do Plunes Centro Médico, em Curitiba, listou os principais pontos que todo pai ou responsável deve cobrar das instituições de ensino. “A infecção no ambiente escolar é incomum se as medidas de distanciamento entre os alunos acontecerem de forma aliada ao uso de máscara e higiene constante das mãos”, diz a especialista.

Veja algumas dicas da médica:

pediatra
Pediatra Dra. Camila Cristina. Foto: Divulgação
  • Crianças e profissionais doentes não devem frequentar a escola;
  • Professores e alunos do grupo de risco devem ser mantidos em ensino remoto
  • O corpo docente da escola e os pais devem consumir informações de fontes confiáveis para repercutir internamente com os alunos. A Organização Mundial de Saúde é uma boa referência a ser seguida;
  • A escola deve oferecer condições para higienização das mãos, assim como ensinar a maneira correta de fazê-la;
  • A limpeza dos recintos e superfícies deve ser diária e, se possível, por turnos
  • A escola deve propiciar ambientes arejados;
  • As refeições precisam seguir todos os cuidados de distanciamento social e individualização dos utensílios utilizados;
  • O distanciamento social deve ser mantido em todas as áreas da escola;
  • O uso de máscara precisa ser obrigatório, assim como as orientações do uso correto e com trocas frequentes;
  • A escola deve manter ensino constante sobre a COVID-19.
Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?