O documentário “Pelé” já está disponível na Netflix

O lançamento do documentário de Pelé faz parte de uma série sobre grandes astros dos esportes, como: Michael Jordan, Senna e Maradona

Pelé pronto para defender a seleção brasileira
Pelé pronto para defender a seleção brasileira – Foto: Divulgação/Netflix

A Netflix tem em seu catálogo diversos documentários sobre atletas que marcaram época e entraram para a história. No final do ano passado, os registros da caminhada de Michael Jordan fez muito sucesso e ficou por muito tempo entre os conteúdos mais vistos no Brasil e no mundo.

Além do norte-americano, os boleiros argentinos Carlos Tevez e Diego Maradona e o lendário Ayrton Senna também possuem documentários produzidos pela Netflix. Ontem (23), foi dia de mais um nome histórico para o esporte mundial entrar na galeria do streaming: Edson Arantes do Nascimento. O documentário “Pelé” deseja apresentar a persona por trás do homem que é sinônimo de Brasil em todo o planeta.

“Acho que pensávamos que ele era um cara do qual todos, inclusive os torcedores de futebol, tinham um conhecimento bastante superficial. Mas, realmente queríamos explicar como este garoto se tornou o personagem mítico que ele se tornou”, afirmou o codiretor Ben Nicholas à Reuters.

Foco na Copa de 70

O filme se concentra no período entre 1958 e 1970. Ou seja, quando a seleção Brasil conquistou três das cinco Copas do Mundo que possui e se estabeleceu como o país do futebol. A obra foca no protagonismo exercido por Pelé no triunfo dos três Mundias. Porém, há uma atenção especial para a Copa de 70, quando ele comandou a vitória de um dos maiores times de futebol da história.

Segundo os diretores, a glória conquistada no México foi essencial para o nascimento do mito Pelé. Pois, em 1958 ele teve um início promissor no torneio, contudo sofreu com as lesões em 1962 – já no segundo jogo – e em 1966. Na última oportunidade, Pelé ameaçou nunca mais retornar ao Mundial após se lesionar após uma sequência de faltas sofridas no embate com a Inglaterra. Entretanto, o Rei mudou de ideia e teve grande importância na conquista do título em 1970, na qual se consolidou como uma lenda.

“Se Pelé e o Brasil não vencem em 1970, ele não se torna Pelé e o Brasil não se torna realmente o Brasil. Este é o selo de qualidade da identidade de Pelé e da identidade do país”, disse o codiretor David Tryhor

Se você está esperando algum tipo de comparação com Maradona, Messi ou Cristiano Ronaldo durante os 108 minutos de filme irá se frustrar. O documentário é uma homenagem que foca em Pelé como um ícone que realizou feitos inéditos e revolucionou o futebol. Afinal, você conhece outro atleta que já parou uma guerra?

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?