O Álbum “Tão Real”, de Rashid, completa um ano de vida

Saiba mais sobre a carreira do artista e como foi feito o lançamento do seu último disco de trabalho

“Tão Real” este é o nome da sétima obra e contribuição de Michel Dias Costa, mais conhecido como Rashid, para a história do Rap Nacional. Com 13 anos de carreira, o rapper se mostra cada vez mais maduro em relação aos seus pensamentos e formas de enxergar o mundo, fato que reflete diretamente em seus versos. O mesmo diz na faixa que nomeia o disco a seguinte frase: “minha arte reflete quem eu sou”. Se no início da carreira Michel passou fome e teve que pular diversas catracas em São Paulo para participar das batalhas de rimas, hoje ele tem o seu próprio escritório e selo, que foi nomeado pelo seu bordão principal: “Foco na Missão”.

Mesmo com tanto tempo de estrada, o artista independente ainda via que seus números em questão de visualizações na internet poderiam aumentar, o que acarretaria na chegada de fãs de uma outra geração e outro nicho. Com isso, no ano de 2017, ele propôs um novo desafio, o qual nomeou como “Projeto em Construção”. O objetivo deste era lançar as músicas que compunham o que seria o seu novo álbum mês a mês, como se cada canção fosse um “single”.

No final do ano, o projeto se transformou no disco “Crise” e resultou em números significativos em suas mídias em um tempo curto. Na sexta música lançada, os números do artista eram os seguintes: na plataforma de streaming Spotify, Rashid passou de 160 mil ouvintes únicos mensais em maio para 450 mil em setembro, além do número de inscritos neste perfil ter passado de 90 mil para 170 mil. Nos últimos oito meses, o canal no site YouTube ganhou mais de 150 mil inscritos; faixas como “Se Tudo Der Errado Amanhã” e “Bilhete 2.0” hoje somam 23 milhões de views e plays.

“Tão Real”: o processo de criação

No ano seguinte, Rashid percebeu uma movimentação muito grande na cena e grandes trabalhos sendo lançados por pessoas que são referência no gênero, como: Emicida, Black Alien e Djonga. Em entrevista concedida à Universidade da Música em 2020, publicada no canal do YouTube da Mídia Ninja, ele afirmou que a circunstância o fez chegar ao seguinte questionamento: “Não vou lançar um álbum só pra ser mais um na pista. Então, o que eu vou fazer para chamar a atenção das pessoas com o meu trabalho?”. E a resposta não poderia ter sido mais criativa e interativa. Com referências na criação de conteúdo de youtubers gamers, inspiração nas séries do Netflix e num estudo profundo sobre a comunicação com o público em novas plataformas, o “Tão Real” surgiu com uma proposta inédita de lançamento no mercado brasileiro.

O disco veio ao mundo por partes, devido ao comportamento dos ouvintes, os quais não estão acostumados a escutar 18 faixas em sequência. Por isso, o álbum foi dividido em três partes, cada uma com seis músicas, para que o público pudesse ter tempo de escutar as músicas e digerir melhor a arte. Esse formato foi escolhido num formato de série e por um bom motivo, na mesma data em que foi lançado uma parte do disco eram disponibilizados dois episódios do documentário “Tão Real” que contava o processo de criação, o conceito, motivações, retrata fatos que o rapper estava passando no momento e entrevistas de pessoas que foram importantes para a concretização deste trabalho.

Esse formato de lançamento ao qual Rashid embalou esta obra foi literalmente abraçada com direito a trailer, prévias nas redes sociais, cartazes cinematográficos exclusivos para cada temporada, que estavam disponíveis para download aos fãs, e um site em que os ouvintes poderiam escutar e interagir em tempo real uns com os outros e com o artista no momento do lançamento nas plataformas de streaming. Além disso, cada temporada teve direito a um podcast (arquivo digital de áudio transmitido via internet, o qual possui variedade de conteúdo, e, geralmente, tem o propósito de transmitir informações) explicando detalhes, curiosidades e discutindo pautas abordadas nas letras.

Nas três temporadas, um clipe de uma música escolhida para ser trabalhada como “single” (canção gravada pelo artista que é considerada uma das mais comerciais de um já lançado ou futuro álbum, para ser lançado em rádios e outros veículos de comunicação) foi divulgada via Youtube. Esta plataforma também foi eleita para contemplar os conteúdos do documentário e uma sequência de entrevistas esclarecendo as dúvidas do público em geral. Outro canal de comunicação crucial para esta divulgação foi o Instagram, onde o cantor anunciava as novidades, contava um pouco do que estava por vir e deixava os fãs ansiosos e eufóricos a cada revelação.

Resultados e números

Rashid atingiu seu maior número de ouvintes no Spotify graças ao “Tão Real”. Hoje, ele possui 2.269.044 ouvintes na plataforma de streaming. Em suas redes sociais, o artista publicou seu Spotify Wrapped de 2020 que constava os seguintes números: 91.9 milhões de streamings, 5.3 milhões de horas sendo ouvido, 9.7 milhões de ouvintes que se encontram em 92 países diferentes.

Ainda dentro da plataforma, vale ressaltar dois singles do disco que constam no seu atual top 5 de músicas mais ouvidas, são elas “Pipa Voada” feat. Lukinhas e Emicida com mais de 60 milhões de streamings e “Sobrou Silêncio” parceria com Duda Beat que rendeu mais de 18 milhões de plays.  

O aniversário do disco e presente para os fãs

Hoje faz um ano que “Tão Real” veio completamente ao mundo. Para comemorar, o rapper apresentou um clipe inédito da faixa “Um Mundo De Cada Vez” em parceria com Drik Barbosa, Wesley Camilo e Renan Inquérito. A produção do audiovisual foi bem criativa e contou com recortes de imagem e várias colagens fazendo um stopmotion. Confira abaixo o audiovisual.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?